Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    34.635,58
    -1.383,79 (-3,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Novo sensor da Sony muda o som de instrumentos musicais por meio de gestos

·2 minuto de leitura

A Sony lançou uma campanha de financiamento coletivo para produzir um sensor de pulso capaz de modular e distorcer o som de instrumentos musicais usando os movimentos da mão do usuário. A ideia é que o Motion Sonic funcione em praticamente qualquer dispositivo que tenha uma interface de áudio 3,55 mm ou USB.

Por enquanto, só os donos de aparelhos da Apple poderão utilizar gadget, já que o aplicativo do Motion Sonic funciona apenas em dispositivos com iOS ou iPadOS. Smartphones com Android ou outros sistemas operacionais ficaram de fora da lista da empresa.

“Nosso objetivo é criar um futuro em que você possa expressar o som usando seu próprio corpo, como se o som se tornasse parte do seu corpo. Para tornar isso realidade, projetamos as interações que sincronizam completamente o som e os gestos”, diz um dos responsáveis pelo projeto, Heesoon Kim.

Motion Sonic pode ser usado no pulso ou na mão do músico (Imagem: Reprodução/Sony)
Motion Sonic pode ser usado no pulso ou na mão do músico (Imagem: Reprodução/Sony)

O corpo como instrumento

O Motion Sonic pode ficar na mão ou no pulso do usuário, com um estilo muito parecido ao de uma pulseira comum, só que com uma pegada mais musical. Teoricamente, é possível conectar o aparelho com qualquer instrumento digital compatível com as tecnologias mais recentes de reprodução de áudio.

A conexão é feita usando um telefone celular e uma interface de áudio, que transmite o som até os alto-falantes via Bluetooth. A distorção ocorre de acordo com os movimentos do usuário. Basta levantar a mão para adicionar um atraso na mixagem, deslizar os dedos para aumentar a afinação em um teclado ou sacudir o pulso para incrementar aquele efeito especial à uma guitarra elétrica.

“Fiquei animado quando o experimentei pela primeira vez porque ele capturou até mesmo movimentos leves do meu corpo. Isso não ocorre com outros efeitos de modulação que não têm uma sincronia com movimentos naturais, como bater nas teclas ou com a palhetada para tocar uma guitarra”, completa Kim.

Esquema de funcionamento do Motion Sonic (Imagem: Reprodução/Sony)
Esquema de funcionamento do Motion Sonic (Imagem: Reprodução/Sony)

A Campanha

A vaquinha virtual vai até o dia 28 de junho no site Indiegogo de financiamento coletivo. Nessa fase da campanha, cada aparelho custa US$ 219 (R$ 1.140) para os primeiros 400 apoiadores que fizerem as encomendas até o prazo final.

Se a campanha atingir a meta de aproximadamente R$ 420 mil até a data limite, os primeiros Motion Sonic devem começar a ser entregues aos clientes até março de 2022. A má notícia para os músicos interessados na novidade ao redor do planeta é que, por enquanto, os aparelhos só serão despachados para os EUA e Japão.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos