Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.421,71
    -6,78 (-0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Novo secretário de Fazenda cria comitê para monitorar indicadores fiscais de SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O novo secretário de Fazenda e Planejamento de São Paulo, Felipe Salto, instituiu nesta terça (10) um colegiado para monitorar as receitas e indicadores fiscais do estado.

Chamado de Cearif (Comitê Executivo de Acompanhamento das Receitas e Indicadores Fiscais), o grupo vai ter reuniões mensais, presididas pelo próprio secretário, para acompanhar a evolução dos indicadores, medir os riscos associados ao cumprimento de metas e avaliar o comportamento da receita tributária e demais receitas do Orçamento.

As atividades dos membros do Cearif não serão remuneradas, segundo o governo.

Além de Salto, fazem parte do colegiado o secretário-executivo do órgão, os subsecretários da Receita e do Tesouro do estado, o assessor de economia e finanças públicas, o assessor da área acompanhamento de política fiscal e o diretor do Departamento de Estudos de Política Tributária. Especialistas no tema e representantes de outros órgãos do governo poderão ser convidados para as reuniões.

"O novo comitê é a primeira ação que tomo para organizar nossa missão de acompanhar com lupa os indicadores fiscais, até para tomar melhores decisões e ajudar a planejar melhor os investimentos de São Paulo", diz Salto, que assumiu a secretaria no mês passado, no lugar de Henrique Meirelles.

O comitê vai tratar das previsões de receitas dos projetos de lei do Plano Plurianual, da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e da Lei Orçamentária Anual, antes do envio para a Secretaria de Orçamento e Gestão. Também vai revisar projeção das receitas ao longo do exercício orçamentário, atuar na elaboração do Programa de Acompanhamento Fiscal e fazer projeções ficais para a avaliação de risco de crédito, segundo a secretaria.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos