Mercado fechará em 2 h 48 min
  • BOVESPA

    124.029,30
    -1.974,56 (-1,57%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.880,35
    -17,44 (-0,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,38
    -0,53 (-0,74%)
     
  • OURO

    1.800,00
    +0,80 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    37.634,22
    -1.309,53 (-3,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    889,33
    +13,10 (+1,49%)
     
  • S&P500

    4.380,83
    -41,47 (-0,94%)
     
  • DOW JONES

    34.965,28
    -179,03 (-0,51%)
     
  • FTSE

    6.996,08
    -29,35 (-0,42%)
     
  • HANG SENG

    25.086,43
    -1.105,89 (-4,22%)
     
  • NIKKEI

    27.970,22
    +136,93 (+0,49%)
     
  • NASDAQ

    14.831,00
    -286,75 (-1,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1145
    +0,0042 (+0,07%)
     

Novo recurso do Gmail quer impedir que você seja vítima de phishing

·2 minuto de leitura

Um novo recurso, a ser adicionado ao Gmail nas próximas semanas, deve ajudar usuários na identificação de e-mails legítimos e no combate às tentativas de phishing. O Google vai aplicar ao serviço sua plataforma de identificação de marcas, com logos oficiais de empresas sendo exibidos junto às mensagens enviadas por elas, como forma de ajudar o usuário a diferenciar as comunicações oficiais daquelas que possam ser vetores de malware.

O sistema, batizado como Identificadores de Marcas para Identificação de Mensagens (BIMI, na sigla em inglês), foi revelado em 2020 e, aos poucos, está sendo aplicado às plataformas da companhia. A ideia foi criar um padrão de mercado que aumente a qualidade da verificação de origem das mensagens de e-mail, incrementando sistemas de combate ao spam e às mensagens fraudulentas.

No caso do BIMI, a ideia é que as companhias validem suas marcas junto ao Google, que exibirá os logos ao lado das comunicações feitas por ele. Isso diferenciaria os e-mails oficiais daqueles que tentam se passar pelas marcas; no Gmail, o espaço usado será o que, hoje, é do avatar tradicional dos usuários.

<em>Parceiros do Google já usam sistema de verificação, que usa avatares certificados para diferenciar mensagens legítimas das tentativas de phishing (Imagem: Divulgação/Google)</em>
Parceiros do Google já usam sistema de verificação, que usa avatares certificados para diferenciar mensagens legítimas das tentativas de phishing (Imagem: Divulgação/Google)

A novidade deve ser aplicada tanto nas versões web do serviço quanto nas interfaces para celular, aos poucos e por grupos de usuários, como sempre acontece em grandes mudanças desse tipo. Os utilizadores não precisarão fazer nada, com a alteração sendo aplicada nos servidores da companhia e, apenas, aparecendo para eles.

Às empresas que sofrem com os e-mails fraudulentos e desejam fazer parte do BIMI, o Google indica o uso de autenticações DMARC nos sistemas de correio eletrônico, outro sistema que é padronizado na indústria e que permitirá a transmissão segura dos logos aos servidores da gigante. Uma vez validadas, as imagens começarão a aparecer nas mensagens enviadas a partir de domínios principais e também subdomínios de uma organização.

Entre os primeiros a adotarem a solução de forma oficial estão empresas como o Bank of America e a rede de notícias CNN. O trabalho de verificação e validação das identidades de e-mail é feito por um grupo de trabalho independente, que também conta com diferentes autoridades de certificação para garantir a confiabilidade de todo o processo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos