Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,17 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,14 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -2,65 (-3,49%)
     
  • OURO

    1.865,90
    -50,40 (-2,63%)
     
  • BTC-USD

    23.302,29
    -251,73 (-1,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    535,42
    -1,43 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,93 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.616,50
    -230,25 (-1,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5385
    +0,0488 (+0,89%)
     

Novo reator transforma plástico e CO2 em combustíveis sustentáveis

Pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, desenvolveram um reator sustentável movido a energia solar capaz de gerar combustível a partir de dióxido de carbono (CO2) — um dos principais gases responsáveis pelo efeito estufa — e resíduos de plásticos.

Segundo os cientistas, esse novo reator consegue converter CO2 e polímeros plásticos em diferentes produtos utilizados atualmente pela indústria, bastando apenas alguns pequenos ajustes e alterações mínimas no tipo de catalisador usado em seu interior.

“Nos testes de laboratório, o CO2 foi convertido em gás de síntese, um bloco de construção essencial para combustíveis líquidos sustentáveis, e as garrafas de plástico foram transformadas em ácido glicólico, amplamente utilizado na indústria de cosméticos”, explica o engenheiro químico Subhajit Bhattacharjee, coautor do estudo.

Energia solar

O reator desenvolvido pela equipe de cientistas possui dois compartimentos separados: um para os resíduos plásticos e outro para os gases de efeito estufa. A energia para alimentar todo o sistema é fornecida por células de perovskita que absorvem a luz solar.

Reator usa energia solar para converter lixo plástico em combustível sustentável (Imagem: FabrikaPhoto/Envato)
Reator usa energia solar para converter lixo plástico em combustível sustentável (Imagem: FabrikaPhoto/Envato)

Esses elementos são misturados com a utilização de um catalisador químico, fazendo com que sua decomposição se transforme em compostos mais sustentáveis e com uma redução significativa das emissões de dióxido de carbono na atmosfera do planeta.

“O que há de tão especial nesse sistema é a versatilidade e a capacidade de ajuste — estamos fazendo moléculas bastante simples à base de carbono no momento — mas, no futuro, poderemos ajustar o sistema para produzir elementos muito mais complexos, apenas trocando o catalisador”, acrescenta Bhattacharjee.

Menos energia

Geralmente, a conversão de CO2 requer muita energia, mas a tecnologia desenvolvida pelos cientistas mostrou ser muito mais eficiente. Em uma analogia simples, Motiar Rahaman, também coautor do projeto, disse que a nova técnica é como acender uma luz e começar a converter produtos nocivos em algo útil e sustentável de forma seletiva.

Segundo os cientistas, nos próximos cinco anos, eles esperam desenvolver ainda mais o reator para produzir moléculas mais complexas que, no futuro, poderiam ser usadas em usinas de reciclagem livres de dióxido de carbono e totalmente movidas a energia solar.

“Uma tecnologia como a que desenvolvemos, movida exclusivamente a energia solar e que é capaz de ajudar a lidar com a poluição plástica e os gases do efeito estufa simultaneamente, pode ser um divisor de águas no desenvolvimento de uma economia circular”, encerra Bhattacharjee.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: