Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.867,62
    +338,65 (+0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,08
    -0,27 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.797,90
    +4,80 (+0,27%)
     
  • BTC-USD

    54.234,42
    -1.599,94 (-2,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.253,97
    -8,99 (-0,71%)
     
  • S&P500

    4.173,42
    +38,48 (+0,93%)
     
  • DOW JONES

    34.137,31
    +316,01 (+0,93%)
     
  • FTSE

    6.895,29
    +35,42 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.761,22
    +139,30 (+0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.989,36
    +480,81 (+1,69%)
     
  • NASDAQ

    13.896,75
    -22,50 (-0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7065
    +0,0045 (+0,07%)
     

Novo plano de Biden mira carros elétricos e energia limpa

Ari Natter e Jennifer A. Dlouhy
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, aposta em enormes investimentos em veículos elétricos, energia renovável e rede elétrica como parte da iniciativa para impulsionar a economia dos Estados Unidos e, ao mesmo tempo, combater a mudança climática.

Os planos de Biden, parte de um pacote de infraestrutura e estímulo de US$ 2,25 trilhões a ser anunciado em Pittsburgh na quarta-feira, têm como objetivo catalisar investimentos em uma economia de energia limpa e incentivar a tecnologia de baixas emissões necessária para limitar o aquecimento global.

A iniciativa de Biden daria uma extensão de 10 anos para créditos tributários que têm beneficiado projetos de energia eólica, solar e outras fontes renováveis. O plano, que requer aprovação do Congresso, também tornaria esses créditos tributários de energia limpa reembolsáveis.

Os defensores da extensão argumentam que a natureza historicamente imprevisível dos créditos tributários os tornou menos eficazes e insistem que a consistência é necessária para impulsionar projetos de energia renovável.

“É esse tipo de confiabilidade de longo prazo que precisamos como indústria”, disse Suzanne Leta, chefe de política e estratégia na SunPower, em entrevista na terça-feira. “Os vaivéns do passado não devem ser o caminho a seguir para este governo ou Congresso.”

O anúncio de Biden poderia ajudar ações nos setores de veículos elétricos e de energia limpa, que têm perdido terreno nas últimas semanas em meio à migração de investidores de empresas de crescimento para papéis de valor. Essa rotação do mercado, motivada pelo otimismo em relação ao ritmo de vacinação e reabertura da economia, aumenta a demanda por segmentos afetados pela pandemia como companhias aéreas e restaurantes, e prejudica ações que subiram no ano passado e parecem estar supervalorizadas.

As ações da Tesla, que servem como termômetro do setor, acumulam queda de cerca de 10% neste ano, após o salto acima de 700% em 2020, enquanto muitas empresas de veículos elétricos de menor porte, como Workhorse e Nikola, também são negociadas com cotação mais baixa. E as ações da ETF Invesco Solar caem 13% em 2021, depois de triplicarem de preço no ano passado.

Biden também pede ao Congresso que destine verbas para descontos em veículos elétricos, pontos de recarga e ônibus escolares elétricos com o objetivo de reduzir a demanda por automóveis convencionais movidos a gasolina. Cerca de US$ 174 bilhões em fundos do governo iriam para iniciativas de veículos elétricos, segundo comunicado da Casa Branca com um resumo do plano de Biden.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.