Mercado fechado

Novo Peugeot 208 "Mercosul" mostra interior em novo flagra

feedback@motor1.com (Dyogo Fagundes)
Novo Peugeot 208 Allure - Flagra

Compacto será visualmente idêntico ao europeu, mas com algumas mudanças técnicas

Ao mesmo tempo em que se aproxima de chegar ao mercado, o Peugeot 208 de nova geração vai também perdendo camuflagem. Prova disso são as imagens deste flagra, que revelam o modelo rodando em testes finais na Argentina sem praticamente nenhum tipo de disfarce.

O protótipo em questão é da versão Allure, uma das mais caras, que deixa à mostra até mesmo detalhes do interior. Como esperado, praticamente tudo em termos de design será igual ao equivalente europeu, que adota uma evolução do conceito i-Cockpit. A exceção ficará por conta de detalhes como freio de estacionamento por alavanca (no modelo francês o dispositivo é eletrônico) e manopla de câmbio com formato próprio.

Completamente renovado, o hatch chegará ao mercado brasileiro no segundo semestre - ou seja, menos de dois anos depois de estrear na Europa. Será parte importante do plano de renovação de portfólio da PSA na América do Sul e pela primeira vez passará a ser fabricado na Argentina, mais precisamente na planta de El Palomar. Por sua vez, a fábrica brasileira de Porto Real (RJ) continuará produzindo o modelo atual, que atuará no segmento de entrada. Como já dito, o novo 208 será posicionado um degrau acima (expectativa é que apenas as versões mais caras sejam oferecidas), de modo a rivalizar diretamente com Volkswagen Polo e Toyota Yaris.

Leia também:

No mercado vizinho, as versões de acesso terão motor 1.2 12V com potência de 82 cv na gasolina, o mesmo do 208 atual. Terá três cilindros, injeção no coletor e algo em torno de 12 kgfm de torque, sendo sempre associado a um câmbio manual de 5 marchas. Nas versões intermediárias, marcará presença o conhecido 1.6 16V, que com gasolina rende 115 cv e 15,5 kgfm de força. O câmbio poderá ser manual de 5 marchas ou automático Aisin de 6 relações. Já nos acabamentos de topo, a novidade será uma versão turbinada do 1.2 12V, neste caso com injeção direta, potência de 130 cv e torque na casa dos 20,4 kgfm. O câmbio será apenas automático, mas ainda não sabemos se a Peugeot usará o AT6 do 1.6 ou o novo AT8 empregado na Europa.

Fotos: Argentina Autoblog