Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.816,90
    -18,90 (-1,03%)
     
  • BTC-USD

    41.737,33
    +1.986,45 (+5,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Novo normal em Israel tem retorno de casos de Covid e máscaras

·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Os israelenses devem se preparar para usar máscaras novamente em meio ao adiamento da reabertura das fronteiras do país para turistas estrangeiros, um revés para o retorno à normalidade devido ao aumento de casos de Covid-19 associados à variante delta, considerada mais contagiosa.

“Foi tomada a decisão de que, assim que tivéssemos mais de 100 novos casos em média por semana, restabeleceríamos o uso de máscaras em espaços fechados”, disse a responsável de saúde pública Sharon Alroy-Preis, de acordo com o site Ynet. “Imagino que isso aconteça já no domingo, devido à tendência muito rápida que estamos observando.” O uso de máscaras foi suspenso no início do mês.

Os novos casos haviam caído para um dígito em meados de junho, mas esta semana ficaram acima de 100 por três dias seguidos. A maioria dos novos casos foi registrada entre crianças não vacinadas e pessoas que retornaram do exterior. Alguns dos infectados haviam sido totalmente imunizados com a vacina da Pfizer-BioNTech.

Embora a cepa delta, identificada pela primeira vez na Índia, seja a mais contagiosa até o momento, quase todos os casos registrados em Israel foram assintomáticos ou leves, e o número de doentes graves permaneceu em torno de 20 pessoas. As empresas permaneceram abertas.

No final da quarta-feira, Israel adiou por um mês a reabertura das fronteiras ao turismo estrangeiro, até 1º de agosto.

“Decidimos tratar isso como um novo surto. Pretendemos interrompê-lo aqui, pegar um balde d’água e apagar as chamas enquanto ainda são pequenas”, disse na terça-feira o primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett, em anúncio no aeroporto nacional que, ao longo da pandemia, tem sido um vetor da doença.

Outras medidas que o governo tomou nesta semana incluem quarentenas mais rigorosas, mais testes diários e uma multa de 5 mil shekels (US$ 1.535) aos pais cujos filhos desrespeitem a quarentena. O uso de máscaras já foi reintroduzido em aeroportos, postos de fronteira e instalações médicas.

A ação rápida de Bennett indica uma lição aprendida com a reabertura da economia de Israel depois do primeiro lockdown, na época sob o comando do então primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Com o baixo número de casos, a cautela foi deixada de lado e as novas infecções ultrapassaram 11 mil por dia e foram controladas apenas com lockdowns e com a campanha de vacinação mais rápida do mundo.

Mais da metade da população de Israel foi imunizada. Israel aprovou vacinas para jovens de 12 a 15 anos no início do mês, mas apenas alguns milhares foram imunizados.

Ainda assim, hospitais que antes estavam sobrecarregados agora atendem apenas algumas dezenas de pacientes de Covid-19.

Eran Segal, cientista do Instituto Weizmann, disse à rádio 103FM que, embora não haja necessidade imediata de pânico, Israel precisa monitorar a evolução dos números. Em sua página no Twitter, Segal disse que, apesar do aumento das infecções, “ainda não há praticamente nenhum caso grave”.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos