Mercado abrirá em 3 h 55 min
  • BOVESPA

    109.786,30
    +2.407,38 (+2,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.736,48
    +469,28 (+1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,40
    +0,49 (+1,09%)
     
  • OURO

    1.808,30
    +3,70 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    18.942,48
    -126,02 (-0,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    376,31
    +6,55 (+1,77%)
     
  • S&P500

    3.635,41
    +57,82 (+1,62%)
     
  • DOW JONES

    30.046,24
    +454,97 (+1,54%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    0,00 (0,00%)
     
  • HANG SENG

    26.637,36
    +49,16 (+0,18%)
     
  • NIKKEI

    26.296,86
    +131,27 (+0,50%)
     
  • NASDAQ

    12.124,75
    +48,75 (+0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4075
    +0,0106 (+0,17%)
     

Novo MagSafe só entrega potência máxima com adaptador 20 W da Apple

Ramon de Souza
·1 minuto de leitura

Ao anunciar a nova linha iPhone 12, a Apple também “reviveu” a marca MagSafe na forma de um novo padrão proprietário de carregamento sem fio — e um dos principais componentes para tal ecossistema inédito é o próprio carregador magnetico MagSafe Charger, que promete fornecer uma potência de 15 W para uma carga mais rápida de seu iGadget. Porém, tudo indica que a companhia tem um truque na manga para lucrar mais.

O youtuber Aaron Zollo, que é sortudo o suficiente para já estar com um iPhone 12 Pro em mãos, fez o teste do MagSafe Charger usando uma série de adaptadores de parede — ou seja, a peça que fica entre o cabo do carregador e a tomada em si. Adivinhe só? A única forma de conseguir os 15 W prometidos é usando o aparelho junto com o novo adaptador de 20 W também lançado pela Maçã.

Aaron experimentou diversas combinações e os resultados foram desastrosos. Com o antigo adaptador de 18 W da própria Apple, o MagSafe entregou 13 W; com o adaptador de 96 W de um MacBook, ele entregou só 10 W; com um adaptador externo da marca Anker, foram de 7.5 W a 10 W; com carregadores originais do Google Pixel 4 e do Samsung Galaxy Note20, a entrega variou de 6 W a 9 W.

Isso significa que, embora a companhia não divulgue tal informação, o MagSafe Charger só funciona a pleno poder caso seja pareado com o novo adaptador de parede de 20 W, que também é vendido separadamente. Caso contrário, o usuário não será capaz de aproveitar o recurso de carga rápida — que é o principal chamariz do acessório, comercializado por US$ 39 (cerca de R$ 219 na cotação direta).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: