Mercado fechado

Novo Honda City manterá motor 1.5 na Índia; Brasil terá 1.0 turbo

br.info@motor1.com (Dyogo Fagundes)
Honda City 2021 (Teste Tailândia)

Nova geração começará a ser vendida no país asiático dentro de poucas semanas

Apesar de completamente reformulada tanto do ponto de vista estético quanto tecnológico, a nova geração do Honda City manterá características do modelo anterior em alguns países. É o caso da Índia, um dos principais mercados do sedã na Ásia, onde o motor 1.5 aspirado será mantido como única opção movida a gasolina. O propulsor será reformulado para atender às novas regras anti-poluição locais, recebendo alterações nos índices de emissões e nos números potência (agora de 121 cv). No entanto, as mudanças não serão capazes de superar, em termos de modernidade e eficiência, o novo 1.0 de 3 cilindros com turbo e injeção direta já confirmado para outros mercados asiáticos - e que certamente também chegará ao Brasil.

De todo modo, a Honda tem grandes expectativas para a chegada do novo City à Índia. O sedã agora mede 4,553 metros de comprimento (+ 93 mm), 1,748 m de largura (+ 53 mm) e 1,467 m de altura (- 28 mm), com 2,589 m de entre-eixos (- 11 mm). A suspensão continua independente MacPherson na dianteira e eixo de torção na traseira, mas recebeu tecnologia para redução de atrito (que a Honda diz ter melhorado em 50% na comparação com o City atual). A direção segue com assistência elétrica, agora com diâmetro de giro reduzido em 0,6 metro para facilitar as manobras. Já os freios seguem com discos ventilados na dianteira e tambores na traseira.

Leia também:

Além do 1.5 aspirado, os indianos também poderão comprar o novo City equipado com motor 1.5 i-DTEC turbodiesel, que a partir de agora poderá ser associado ao câmbio manual de 6 marchas ou automático do tipo CVT. 

Novo City no Brasil

Por aqui, a chegada da nova geração do City é aguardada para 2021. O motor 1.0 turbo de 122 cv e 17,6 kgfm de torque será oferecido, mas ainda é incerta a estratégia a ser seguida. Se for mantida a tática atualmente vista nos modelos Civic e HR-V, o propulsor deverá ser ofertado apenas nas versões topo de linha, com o possível nome Touring, mantendo o atual 1.5 nos acabamentos de entrada e intermediários. O novo Fit, já apresentado no exterior, também deverá receber o powertrain.