Mercado fechará em 4 h 42 min
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    30.418,93
    +511,42 (+1,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Novo golpe consegue clonar chip do celular; veja como se proteger

·2 min de leitura
  • Com acesso a linha da vítima, criminosos podem roubar dados e até mesmo realizar compras em aplicativos;

  • Golpe é conhecido como SIM Swap;

  • Senhas fortes e únicas e autenticação de dois fatores são medidas de segurança fundamentais para se proteger.

Um novo golpe vem ocorrendo e causando vítimas no Brasil. Ele consiste na clonagem do chip do celular, o que permite o acesso a aplicativos de bancos pelos criminosos.

O golpe é conhecido como SIM Swap, onde o golpista entra em contato com a operadora e pedem a transferência da linha telefônica de um chip para outro.

"Um hábito comum do consumidor é a utilização do mesmo número quando há a compra de um novo aparelho ou perda de seu chip. Para que isso aconteça, precisamos entrar em contato com a operadora e passar os nossos dados, e é aí que o fraudador age" disse Gustavo Monteiro, da plataforma de proteção a identidades digitais AllowMe. "É como se alguém tivesse clonado seu celular."

Leia também:

Para completar o golpe, é necessário que o criminosos tenha em mãos os dados da vítima, para enganar os atendentes da operadora. Em posse da linha da vítima, os bandidos tem acesso a diversos aplicativos, desde o WhatsApp, até aplicativos com dados sigilosos.

Um dos golpes mais comuns é entrar no aplicativo de mensagens e se passar pelo verdadeiro dono, pedindo aos contatos que façam uma transferência de dinheiro por conta de uma situação de emergência.

"Com o acesso ao seu telefone, ele poderá entrar em um app de e-commerce e realizar uma compra utilizando de seu cartão de crédito já cadastrado na plataforma. Isso sem falar em aplicativos de entrega, de transporte. Enfim, são incontáveis os golpes", afirmou Monteiro.

Como se proteger

Para se proteger desse tipo de golpes, Gustavo Monteiro afirma que, antes de tudo, é recomendável que os usuários tenham senhas fortes e únicas. Isso dificulta o acesso do criminoso a suas contas em sites e aplicativos.

Além disso, a autenticação em duas etapas é fundamental para impedir que muitos dos acessos ocorram, pois é uma camada extra de segurança.

Por último, é importante ativar os códigos PIN e PUK de seu chip, que o bloqueia caso a senha digitada esteja incorreta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos