Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.652,29
    +896,82 (+2,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Novo golpe chega pelo correio e usa site falso da Receita para "regularizar CPF"

·1 minuto de leitura

A Receita Federal emitiu nesta quarta-feira (16) um novo alerta em seu site oficial para um golpe que promete uma suposta regularização de dados cadastrais e do CPF. Segundo o órgão, dessa vez os criminosos não iniciam sua ação por métodos tradicionais, como mensagens de e-mail e via comunicadores; mas sim por correspondência tradicional de papel.

Segundo a Receita, as vítimas recebem em suas caixas de correio físicas uma intimação falsa para regularização de seus dados cadastrais. Nela está contido um endereço eletrônico malicioso, que, ao ser acessado, é capaz de roubar informações pessoais e bancárias — os criminosos pedem que eles sejam inseridos para realizar o pagamento das taxas necessárias para o suposto processo, que não ocorre.

Imagem: Divulgação/Receita Federal
Imagem: Divulgação/Receita Federal

Apesar de apresentar o logotipo e o nome do órgão, a correspondência se trata de um golpe; e o órgão afirma que ela não possui sua aprovação. A orientação oficial é que, ao receber uma carta do tipo, o contribuinte deve destruí-la imediatamente, sem jamais acessar o endereço informado pelos criminosos.

A Receita Federal reforça que todo o processo de regularização de dados cadastrais, bem com o download de aplicativos necessários para isso, deve ser realizado pelo site receita.econonomia.gov.br. O órgão também destaca que só pede informações bancárias de pessoas físicas para fins de restituição do Imposto de Renda, algo que é feito a critério dos próprios usuários.

Quem não consegue acessar os serviços virtuais da Receita Federal deve procurar um Centro de Atendimento ao Contribuinte nas Unidades da Receita Federal (receita.economia.gov.br/contato). O uso de qualquer outro site ou ferramenta não é recomendado, pois pode resultar no roubo de dados sensíveis, invasões por malwares e outros prejuízos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos