Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    62.063,86
    -1.551,86 (-2,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6872
    -0,0339 (-0,50%)
     

Novo filme de Resident Evil ganha data de estreia no Brasil

Felipe Demartini
·2 minuto de leitura

O reboot cinematográfico da franquia Resident Evil finalmente ganhou previsão de lançamento no Brasil: 2 de setembro. A data, um dia antes da chegada do longa às salas dos Estados Unidos, foi divulgada nesta segunda-feira (26) pela Sony Pictures e se refere à estreia nos cinemas, por enquanto, o único meio de acesso divulgado pela produtora.

O anúncio também veio com a revelação do título nacional, com o longa seguindo a tradução direta e sendo chamado de Resident Evil: Bem-vindo a Raccoon City por aqui. A história, como o nome indica, será centrada nos eventos na cidade e, mais especificamente, nos dois primeiros jogos da série, retratando a luta pela sobrevivência de Chris e Jill na mansão, bem como de Leon e Claire na delegacia de polícia.

Como exatamente essas histórias vão conversar, entretanto, ainda não ficou claro, uma vez que o longa não tem trailers e nem mesmo imagens oficiais divulgadas. As filmagens, adiadas devido à pandemia do novo coronavírus, foram finalizadas no final de dezembro do ano passado, algo que, na época, confirmou a intenção original de lançar o filme ainda em 2021, ano em que a franquia Resident Evil completa seus 25 anos.

O reboot, como o nome indica, não se relaciona à série de seis filmes iniciada em 2002 por Paul Anderson, com Milla Jovovich como protagonista. Desta vez, a adaptação é comandada por Johannes Roberts, de Medo Profundo e Os Estranhos: Caçada Noturna. A produção, entretanto, é a da Constantin, a mesma responsável pela saga anterior e, também, pela vindoura série da Netflix, que também não está relacionada ao filme ou à hexalogia anterior.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A ideia de Roberts com o novo longa é transmitir a mesma ideia de horror e a ambientação decrépita dos games aos filmes. A confirmação de locais icônicos é uma demonstração de que a produção, pelo menos, tentará ser mais fiel aos títulos, enquanto chama a atenção a presença de boa parte dos personagens das tramas originais, ainda que, como dito, a forma de apresentação das histórias ainda não tenha sido revelada.

No elenco, estão Kaya Scodelario (Maze Runner), Robbie Amell (A Babá), Hannah John-Kramen (Homem-Formiga e a Vespa) e Avan Jogia (Brilhante Victória) como, respectivamente, Claire, Chris, Jill e Leon. Outros personagens clássicos como Albert Wesker, Brian Irons e Richard Aiken também farão parte da história.

Por enquanto, a Sony não divulgou um eventual lançamento em serviços de streaming ou outras formas de acesso a Resident Evil: Bem-vindo a Raccoon City, confirmando a chegada do longa apenas aos cinemas. A situação de abertura ou fechamento de salas diante da pandemia do coronavírus, claro, pode alterar o calendário, mas a distribuidora não falou sobre o assunto.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: