Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.716,40
    -216,02 (-0,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

De novo! Falha leva internet global a ficar fora do ar pela 2ª vez neste mês

·2 minuto de leitura

Mais uma queda global da internet tirou do ar brevemente diversos sites ao redor do mundo nesta quinta-feira (17). Entre os afetados estão a Hong Kong Exchanges & Clearing, a Southwest Airlines e o banco central da Austrália. É a segunda falha de larga escala em poucas semanas — a anterior foi decorrente de um erro na Fastly Inc., causada por uma mudança de configuração de software feita por um dos clientes da plataforma.

As interrupções ocorreram às 2h10 pelo horário de Brasília. Todos os afetados apresentaram erros em seus aplicativos móveis ou produtos bancários online. A Austrália foi um dos países com mais dificuldades, já que estava no meio do horário comercial, às 14h10. Muitos dos sites atingidos se recuperaram em cerca de uma hora.

Fontes familiarizadas com o assunto informaram que algumas das interrupções estavam relacionadas a uma falha na Akamai Technologies Inc., que hospeda aplicativos e sites de alto nível de grandes empresas. Commonwealth Bank of Australia, Westpac Banking Corp. e Australia & New Zealand Banking Group estão entre os serviços atingidos.

Imagem: Reprodução/Elements/twenty20photos
Imagem: Reprodução/Elements/twenty20photos

O banco central da Austrália teve de cancelar uma operação programada de compra de títulos. Depois de relatar "dificuldades técnicas", a instituição recorreu a soluções alternativas e seu site voltou ao ar.

Além dos bancos regionais australianos, a companhia aérea Virgin Australia disse ser "uma das várias organizações afetadas pelos problemas do sistema de difusão de conteúdo da Akamai". As interrupções levaram a falhas em cascata, que afetaram serviços como Amazon.com e Shopify, entre outros.

Motivo ainda não foi esclarecido

O site de monitoramento Down Detector recebeu, inicialmente, reclamações sobre interrupções na Southwest Airlines, na Delta Air Lines e no Automatic Data Processing. Em comunicado, a Akamai informou estar ciente do problema e "trabalhando ativamente para restaurar os serviços o mais rápido possível", mas não especificou a origem da falha.

O motivo da queda ainda não está claro. Um dos clientes da Akamai, atingido durante o episódio, informou que usa os serviços da companhia para autenticação de rede — o que seria uma pista para encontrar a origem do problema.

Essas falhas servem como lembrete de como os maiores sites do mundo estão expostos: um simples erro humano ou um ataque cibernético coordenado podem colocar boa parte da internet offline.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos