Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.922,89
    -1.058,64 (-1,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.925,61
    -580,09 (-1,10%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,73
    +0,09 (+0,13%)
     
  • OURO

    1.982,60
    -0,20 (-0,01%)
     
  • Bitcoin USD

    27.945,39
    +4,29 (+0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    605,92
    +6,25 (+1,04%)
     
  • S&P500

    3.951,57
    +34,93 (+0,89%)
     
  • DOW JONES

    32.244,58
    +382,60 (+1,20%)
     
  • FTSE

    7.403,85
    +68,45 (+0,93%)
     
  • HANG SENG

    19.000,71
    -517,88 (-2,65%)
     
  • NIKKEI

    26.945,67
    -388,12 (-1,42%)
     
  • NASDAQ

    12.708,50
    +20,00 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6215
    -0,0009 (-0,02%)
     

Novo estudo planeja entender como a jardinagem beneficia pacientes com demência

Uma equipe da University of Queensland Australia vai conduzir estudo para entender como a jardinagem pode beneficiar a qualidade de vida de pacientes com demência. Os pesquisadores afirmam, inicialmente, que esse público tem mais facilidade de retomar a atividade (diferente de projetos artísticos, por exemplo), por isso o potencial.

O estudo se desdobra por meio da Mini Farm Project, uma instituição de caridade que trabalha para resolver a insegurança alimentar, criando uma rede de fazendas beneficentes para cultivar alimentos para pessoas necessitadas. O projeto doa cerca de 50 quilos de produtos por semana, e os participantes da análise contribuem diretamente plantando, regando e capinando em pequenos grupos sob a supervisão de especialistas duas vezes por semana por até sete semanas.

Segundo os pesquisadores, o estigma em torno da demência pode afetar a qualidade de vida de uma pessoa, uma vez diagnosticada. “É por isso que projetos como este são cruciais. Existem muitas percepções errôneas sobre as experiências das pessoas com demência e isso pode levá-las a serem excluídas das atividades e da conexão social”, afirmam os envolvidos.

O estudo, financiado pela Associação Australiana de Gerontologia, está aceitando inscrições de pessoas com demência e seus cuidadores para participar do projeto.

Jardinagem aumenta qualidade de vida de pessoas com demência (Imagem: halfpoint/envato)
Jardinagem aumenta qualidade de vida de pessoas com demência (Imagem: halfpoint/envato)

Vale ressaltar que a demência não é uma doença específica, mas sim um termo geral para a capacidade prejudicada de lembrar, pensar ou tomar decisões que interferem nas atividades cotidianas. A doença de Alzheimer é o tipo mais comum de demência. Embora afete principalmente adultos mais velhos, a condição não faz parte do envelhecimento normal.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: