Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.132,20 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,62 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -0,32 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    36.578,01
    +1.577,35 (+4,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +76,96 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,12 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -43,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    +0,0791 (+1,25%)
     

Novo coronavírus: EUA registram mais de 4 mil mortes em 24h, um novo recorde

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Healthcare workers treat patients infected with the coronavirus disease (COVID-19) at United Memorial Medical Center in Houston, Texas, U.S., December 28, 2020.  REUTERS/Callaghan O'Hare     TPX IMAGES OF THE DAY
Healthcare workers treat patients infected with the coronavirus disease (COVID-19) at United Memorial Medical Center in Houston, Texas, U.S., December 28, 2020. REUTERS/Callaghan O'Hare TPX IMAGES OF THE DAY

Os Estados Unidos registraram mais de 4 mil mortes pelo novo coronavírus na quinta-feira (7), de acordo com levantamento da Universidade Johns Hopkins. É o maior número já registrado por um país na pandemia. Foram 4.085 óbitos e 274.703 casos nas últimas 24 horas.

O número de infectados de ontem só perde para sábado, quando foram registrados 301.858 casos. Também foi o quinto dia desde o final de novembro que o país tem mais de 3,7 mil mortos diários.

País mais afetado pelo novo coronavírus, os EUA têm mais de 365 mil mortes e 21,5 milhões de infectados por Covid . O Brasil é o segundo nesse triste ranking e superou os 200 mil mortos na quinta.

Nesse momento, as contagens diárias de mortes nos Estados Unidos são maiores do que as registradas na primeira onda da pandemia, entre março e abril de 2020, quando o país tinha em média 2 mil óbitos por dia.