Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.541,54
    +107,93 (+0,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Novo composto viabiliza produção de baterias de fluxo redox em grande escala

·2 min de leitura

Pesquisadores da Universidade de Tecnologia do Sul da China desenvolveram um novo composto que permite o armazenamento de energia em grande escala com um custo muito menor. Eles criaram uma bateria de fluxo redox que, além de ser mais barata, consegue reter 99,98% de sua carga a cada ciclo.

Essa célula de energia é composta por dois tanques de eletrólitos líquidos com polos positivos e negativos, bombeados ao longo de um separador de membrana colocado entre os eletrodos, facilitando as trocas iônicas necessárias para a produção de eletricidade sustentável.

“As baterias aquosas de fluxo redox da próxima geração podem realizar uma produção elétrica estável para o uso de energia solar e eólica, sendo reconhecidas como uma tecnologia promissora de armazenamento em larga escala, de baixo custo e controle molecular flexível”, explica o professor de engenharia química Zhenxing Liang, autor principal do estudo.

TEMPO

Para desenvolver uma bateria de fluxo redox estável, os pesquisadores se concentraram no TEMPO, um composto químico com estados de oxidação facilmente reversíveis e com alto potencial energético, que pode ser usado satisfatoriamente como um eletrólito positivo.

Representação química do TEMPO e viologen juntos (Imagem: Reprodução/South China University of Technology)
Representação química do TEMPO e viologen juntos (Imagem: Reprodução/South China University of Technology)

Como o TEMPO não pode ser aplicado diretamente em baterias de fluxo redox aquosas devido à sua alta hidrofobicidade, os cientistas adicionaram outro composto conhecido como viologen, uma substância orgânica com reações redox altamente reversíveis e solubilidade muito maior.

“O viologen é solúvel em água, o que aumenta a capacidade do TEMPO de se dissolver rapidamente. Esse composto também retira quimicamente elétrons de seus parceiros atômicos, elevando seu potencial para alterar o estado oxidativo com uma condutividade melhor em soluções aquosas”, acrescenta Liang.

Retenção de energia

Ao modificar o TEMPO com o viologen sintetizado, os pesquisadores descobriram que a bateria utilizada nos testes retinha 99,98% de sua capacidade energética a cada ciclo de carga e descarga, mostrando que a célula poderia manter quase toda a energia armazenada mesmo não estando em uso ativo.

Ligações químicas do TEMPO em soluções aquosas (Imagem: Reprodução/South China University of Technology)
Ligações químicas do TEMPO em soluções aquosas (Imagem: Reprodução/South China University of Technology)

Com essa abordagem, os cientistas conseguiram criar uma bateria aquosa de fluxo redox mais eficiente, utilizando um elemento químico barato e facilmente encontrado na natureza. Esse novo conceito de design molecular fornece uma estratégia inovadora para o uso de materiais eletroativos orgânicos em células de energia economicamente viáveis.

“A ampla aplicação de eletricidade limpa em um futuro próximo, seja ela solar ou eólica, precisa do desenvolvimento urgente de tecnologias de armazenamento de energia eletroquímica. As baterias de fluxo redox serão fundamentais para a implantação de novos sistema elétricos mais sustentáveis e menos poluentes”, encerra o professor Zhenxing Liang.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos