Mercado abrirá em 7 h 37 min

Novo Chromecast terá suporte nativo ao Stadia somente em 2021

Wagner Wakka
·3 minutos de leitura

O Google apresentou nesta quarta-feira (30) o seu novo modelo de Chromecast com o Google TV. A plataforma vai reunir os serviços da empresa para TV, como YouTube, além de facilitar acesso a conteúdos ao vivo e streaming, como Netflix. Contudo, um produto já presente nos atuais Chromecasts ficou de fora inicialmente desta atualização: o Stadia.

O Stadia é a plataforma de games por streaming do Google, em que jogadores podem curtir jogos de alta definição com processamento via internet, usando o Chrome, smartphones e aparelhos como o Chromecast Ultra. Contudo, o novo modelo de Chromecast ainda não vai ser compatível com o Stadia. De acordo com a empresa, o suporte deverá acontecer no primeiro semestre do ano que vem.

O curioso é que, segundo testes do The Verge, é possível baixar o app do Stadia. Ou seja, não existe o serviço nativamente no Chromecast novo, mas é possível baixar o programa e rodar na sua TV pelo aparelho recém-lançado. Embora o Google não tenha dado um motivo para esta falta de suporte, o The Verge tem algumas especulações para isso.

Assim, mesmo que funcione, o Google prefere não colocar o app nativamente em sua loja e dizer que não há suporte. Isso indica que ela pode estar trabalhando em um novo app otimizado para a recém-lançada versão do dongle. A questão é que o Chromecast novo, ao usar o Google TV (ou seja, tem um sistema operacional próprio) teria de compartilhar o processamento para ações pesadas como rodar o Stadia.

Assim, o que o Google pode ter de fazer é otimizar o app do Stadia para que ele seja ofertado de modo nativo para o Chromecast com qualidade. Vale lembrar que, para uma boa experiência, o Stadia precisa rodar com pouca latência.

Segundo plano

Este é mais um episódio que demonstra como o serviço de games por streaming do Google não é uma prioridade para a empresa. Anunciado em março de 2019, o Stadia seria um conjunto de ferramentas que incluiriam compartilhamento de conta, recursos de streaming, possibilidade de salvar progresso instantâneo, além de somente permitir os jogos por processamento via nuvem. Além disso, a promessa inicial era de que a plataforma chegasse a navegadores, smartphones e Chromecast.

Contudo, grande parte destas promessas não foram cumpridas no lançamento em novembro de 2019. Por exemplo, ele só chegou a smartphones (fora da linha Pixel) em fevereiro de 2020. Outras ferramentas, como compartilhamento de progresso e recursos de streaming ainda nem têm data para serem lançados.

A questão do Chromecast também é um ponto de dor de cabeça já antigo. Quando o Stadia foi lançado em novembro, usuários começaram a reclamar de superaquecimento de seus Chromecast Ultra (o único compatível com o serviço nativamente).

Em resposta, a Google disse que é normal que a peça esquente, mas que isso não deve interferir no processo de conexão. “Nós sabemos que os casos de aquecimento podem ser preocupantes, mas podemos confirmar que não há problemas de superaquecimento com o Chromecast Ultra”, explicou a empresa na época.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: