Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.176,43
    +533,00 (+1,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Novo ar-condicionado para carros elétricos pode aumentar autonomia

·2 minuto de leitura
Novo ar-condicionado para carros elétricos pode aumentar autonomia
Novo ar-condicionado para carros elétricos pode aumentar autonomia

É senso comum que o uso do ar-condicionado aumenta o consumo dos veículos e isso acontece também em carros elétricos. Para evitar esse gasto a mais, a Daikin Industries desenvolveu um ar-condicionado (e aquecedor) capaz de aumentar o alcance dos veículos zero emissão em até 50%.

O produto desenvolvido pela fabricante japonesa promete fazer com que um carro elétrico com autonomia de 200 quilômetros consiga andar por mais 100 quilômetros em área urbana, pois melhora a eficiência dos sistemas de aquecimento e resfriamento dos veículos.

Leia mais:

O ar-condicionado da Daikin está programado para ser vendido a partir de 2025. O sistema tem, de acordo com relatório da Nikkei Asia, um ponto de ebulição de cerca de -40ºC. O valor é entre 10ºC e 15ºC menor do que os produtos atualmente no mercado e usados por fabricantes de carros elétricos pelo mundo.

Como votar no Olhar Digital no segundo turno do Prêmio Influency.me.

Normalmente, os condicionadores de ar usam o calor gerado pela compressão do líquido refrigerante para aquecer ou resfriar o carro. O novo sistema da companhia japonesa reduz a potência necessária para essa compressão. Assim, mais eletricidade é liberada para o veículo cobrir uma distância maior.

ar condicionado
O uso do ar-condicionado aumenta o consumo dos veículos. Imagem: Kaboompics/Pexels

Por enquanto, a Daikin Industries ainda não tem um preço definido para o novo ar-condicionado. A empresa diz que vai considerar o valor enquanto observar os preços presentes no mercado. De acordo com o site Inside EVs, o ar-condicionado mais comum em carros elétricos é feito em conjunto pelas companhias Honeywell e Chemours, por US$ 270, cerca de R$ 1,4 mil.

Mesmo sendo a maior fabricante de condicionadores de ar no mundo, a Daikin Industries não está envolvida com o mercado automotivo, atualmente. A entrada no setor se dará daqui a quatro anos, com o novo produto voltado para os carros elétricos.

Via: Inside EVs

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos