Mercado abrirá em 9 h 31 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,31
    +0,05 (+0,07%)
     
  • OURO

    1.813,20
    -9,00 (-0,49%)
     
  • BTC-USD

    38.834,20
    -936,70 (-2,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    947,07
    -13,83 (-1,44%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.081,72
    +49,42 (+0,70%)
     
  • HANG SENG

    26.012,49
    -223,31 (-0,85%)
     
  • NIKKEI

    27.559,26
    -221,76 (-0,80%)
     
  • NASDAQ

    14.968,50
    +15,75 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1193
    -0,0248 (-0,40%)
     

Novo aplicativo detecta COVID-19 através da tosse

·1 minuto de leitura

E se fosse possível identificar a COVID-19 por meio da tosse? Pois é justamente essa a ideia da organização internacional sem fins lucrativos Virufy, que desenvolveu um aplicativo em algoritmo de inteligência artificial (IA) para detectar a doença identificando variações nos sons da tosse.

Depois que o fundador da organização percebeu, junto com pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, que havia um padrão no som da tosse de pessoas infectadas pela COVID-19, passou a desenvolver novas tecnologias para detecção da doença. A precisão dessa inteligência artificial atinge entre 80% a 85%, e os testes clínicos já começaram no Brasil.

(Imagem: mdjaff/Freepik)
(Imagem: mdjaff/Freepik)

Os desenvolvedores planejam alimentar o algoritmo com vários tipos de tosse, para detectar a probabilidade de a pessoa possuir COVID-19 ou não a partir do registro de sua tosse. Como a empresa não tem fins lucrativos, a ideia é disponibilizar esse aplicativo de forma gratuita.

Já foram realizados testes com milhares de tosses de pessoas da América Latina, Europa e Ásia para distinguir entre sons da tosse de pessoas com COVID-19 e sem a infecção, a fim de apontar entre positivo e negativo. A equipe está na fase de coleta de tosses para afinar o algoritmo. A proposta é auxiliar a entender a probabilidade do contágio, e se o resultado indicar uma probabilidade alta, isso já leva o indivíduo a entrar em isolamento e procurar uma unidade de saúde.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos