Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    46.526,18
    +257,45 (+0,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

Novelletto responde a Abel Ferreira sobre calendário: "Quem mandou ele ganhar tudo?"

Alexandre Praetzel
·1 minuto de leitura
Francisco Novelletto (Reprodução, CBF TV)

O técnico Abel Ferreira reclamou com razão da maratona de jogos e do calendário extenuante do Palmeiras, com 75 jogos disputados. A resposta veio de Francisco Novelletto, vice-presidente da CBF e ex-presidente da Federação Gaúcha de Futebol.

Leia também:

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, com acompanhamento do blog, Noveletto disparou: "Quem mandou ele ganhar tudo? Vê se o presidente do Palmeiras ou algum dirigente abre mão. Ele não é obrigado a jogar. Ele quer ganhar. Ele pode abrir mão. Ele não é obrigado. Mas não. Ele precisa fazer caixa, ganhar prêmio da CBF, ganhar prêmio de quem patrocina o campeonato. A CBF vai pagar 60 milhões, 90 milhões para a Copa do Brasil, Libertadores 20 milhões. É tudo assim. Então, eles não são obrigados. Quem mandou ele ganhar? Vamos ganhar só metade para não ter esse problema", afirmou.

Noveletto ainda comentou sobre o uso do VAR. "O Gaciba é um ser humano maravilhoso e meu amigo. O que estão fazendo com ele é uma covardia. Tudo é culpa do Gaciba sobre arbitragem. Não dá. Se o VAR acertar 99% e errar 1%, está bom", concluiu.