Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    57.263,34
    -4.883,59 (-7,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6943
    -0,0268 (-0,40%)
     

Novavax anuncia que sua vacina é altamente eficaz contra casos graves de covid

·1 minuto de leitura
Um voluntário recebe uma injeção durante um ensaio clínico da vacina contra covid-19 da Novavax

A vacina contra covid-19 da empresa de biotecnologia americana Novavax demonstrou ser 100% protetora contra casos graves da doença, incluindo hospitalização e morte, disse a empresa nesta quinta-feira (11) após seus testes.

Porém, sua eficácia contra a variante sul-africana caiu bastante quando incluídos casos leves e moderados, mostraram os estudos.

Os resultados anunciados nesta quinta são das análises finais, após a divulgação de resultados provisórios no final de janeiro.

Em um ensaio de fase 3 no Reino Unido que incluiu 15 mil participantes com idades entre 18 e 84 anos, incluindo 27% com mais de 65, foi identificada uma eficácia de 96,4% contra a doença em suas formas leve, moderada e grave no caso da cepa original.

Essa cifra caiu para 89,7% com a inclusão de pessoas infectadas com a variante B.1.1.7, que mostrou ser mais transmissível e causar um adoecimento mais severo.

Na África do Sul, um estudo menor de fase 2b com cerca de 2.600 pessoas descobriu que o imunizante era 48,6% eficaz, embora o número subisse para 55,4% entre os voluntários negativos para HIV.

Em ambos os testes, a vacina conhecida como NVX-CoV2373 demonstrou 100% de proteção contra a doença grave.

Ao contrário das vacinas da Pfizer, Moderna e AstraZeneca, que entregam as instruções genéticas que fazem as células humanas criarem uma proteína chave do vírus, a da Novavax injeta versões sintéticas dessas proteínas diretamente no corpo para evocar uma resposta imunológica.

A empresa com sede em Maryland disse que espera solicitar a aprovação britânica de sua vacina anticovid no início do segundo trimestre de 2021, e logo depois fazer o mesmo nos Estados Unidos.

ia/mdl/ic/am