Mercado abrirá em 8 h 4 min
  • BOVESPA

    120.636,39
    -605,24 (-0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.495,41
    -962,61 (-2,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,36
    +0,38 (+0,72%)
     
  • OURO

    1.848,30
    +8,10 (+0,44%)
     
  • BTC-USD

    35.332,30
    -902,94 (-2,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    700,81
    -14,39 (-2,01%)
     
  • S&P500

    3.798,91
    +30,66 (+0,81%)
     
  • DOW JONES

    30.930,52
    +116,26 (+0,38%)
     
  • FTSE

    6.712,95
    -7,70 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    29.690,98
    +48,70 (+0,16%)
     
  • NIKKEI

    28.493,18
    -140,28 (-0,49%)
     
  • NASDAQ

    13.038,25
    +52,75 (+0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5065
    +0,0079 (+0,12%)
     

Novas TVs da Samsung ajustarão HDR de acordo com iluminação ambiente

Felipe Demartini
·2 minuto de leitura

A Samsung anunciou que sua nova linha de televisores com tela QLED contará com um sistema que ajustará a qualidade de imagens HDR de acordo com a iluminação do ambiente. O protocolo, chamado de HDR10+ Adaptativo, usará sensores de luminosidade para ajustar em tempo real as cenas exibidas no display, de acordo com as condições do ambiente em que o dispositivo está sendo utilizado.

No comunicado sobre o novo recurso, anunciado pela marca na última terça-feira (10), a Samsung o cita como uma solução para o que normalmente é dito sobre conteúdos em HDR, otimizados para visualização em um ambiente mais escuro. Sabendo que isso nem sempre é possível, e que os usuários procuram a melhor qualidade de imagem mesmo utilizando o televisor durante o dia, a empresa disse ter procurado alternativas que melhorem a experiência sem perder detalhes ou contraste mesmo em ambientes mais iluminados.

Essa solução veio por meio do uso de tecnologias que mapeiam todos os tons de cor, brilho, contraste e demais elementos que compõem a imagem, os comparando com a luminosidade do ambiente no qual elas estão sendo exibidas. A promessa é que as cenas não terão perda de detalhes ou qualidade, principalmente se o modo HDR10+ Adaptativo for usado ao lado de outros recursos de otimização que também estão disponíveis nos televisores da marca.

Como sempre, claro, a adoção da tecnologia também depende da adesão de produtores e distribuidores de conteúdo. De acordo com a Samsung, os filmes e séries disponíveis no Amazon Prime Video já são compatíveis com o protocolo HDR10+ adaptativo, assim como o Modo Cineasta dos próprios televisores, uma configuração desenvolvida em parceria com a Amazon e ao lado da indústria cinematográfica para permitir o desligamento de efeitos de pós-processamento e suavização das imagens, de forma que elas sejam entregues da forma mais precisa possível e de acordo com a visão original dos produtores.

A fabricante sul-coreana também anunciou uma parceria com a Universal Pictures para entregar materiais compatíveis com o formado em serviços de streaming, assim como novos lançamentos em outros meios de distribuição que façam uso da novidade. A Samsung ainda espera que mais nomes da indústria se unam à empreitada, que começa a dar as caras nos modelos de televisores QLED em 2021.

O suporte ao Modo Cineasta, porém, pode dar a entender que aparelhos já disponíveis no mercado também poderão receber o recurso, uma informação não confirmada pela Samsung até o momento. A expectativa é que os primeiros modelos com a tecnologia sejam mostrados no início do ano, durante a CES 2021, que começa em 11 de janeiro e deve acontecer pela primeira vez em um formato online devido à pandemia do novo coronavírus que ainda afeta os Estados Unidos, seu país-sede, e o restante do mundo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: