Mercado fechará em 1 h 33 min

Novas imagens do Webb mostram colisão galáctica de 500 milhões de anos

Galáxia Roda de Carro, ou Cartwheel, vista pelo telescópio James Webb (James Webb Telescope/NASA)
Galáxia Roda de Carro, ou Cartwheel, vista pelo telescópio James Webb (James Webb Telescope/NASA)
  • Galáxia Cartwheel já havia sido fotografada antes pelo Hubble;

  • Imagem do Webb revela novos tons cor de rosa e laranjas;

  • Combinação dos dois telescópios dá novas informações aos cientistas.

O telescópio espacial James Webb acaba de revelar novos detalhes de uma velha conhecida do Hubble. Localizada a 500 milhões de anos-luz da Terra, a galáxia Cartwheel (também conhecida como roda de carro ou ESO 350-40) agora é exibida sob um rosa e azul cintilante.

A Cartwheel era uma galáxia em espiral como a nossa, até que uma colisão com uma galáxia menor começou a acontecer, há cerca de 440 milhões de anos. O impacto alterou seu formato, tornando-o mais próximo de uma roda, com um brilhante anel central de aglomerados de estrelas jovens, e um anel externo dominado pela formação de estrelas e por estrelas morrendo, se transformando em supernovas.

Galáxia Cartwheel, vista pelo Hubble (ESA/Hubble/NASA
Galáxia Cartwheel, vista pelo Hubble (ESA/Hubble/NASA

A nova imagem do Webb é mais uma prova de como os diferentes instrumentos e câmera dos telescópios podem ser utilizadas complementarmente para oferecer aos pesquisadores novas informações e visões dos cosmos.

A imagem é uma combinação de dados da Near-Infrared Camera da Webb, ou NIRCam, e do Mid-Infrared Instrument, ou MIRI. O NIRCAM é melhor em enxergar através de poeira e gás para testemunhar estrelas jovens e formação de estrelas na galáxia distante. As contribuições do NIRCAM para a imagem aparece em azul, laranja e amarelo.

Enquanto isso, o MIRI capta a estrutura detalhada da poeira e do gás que o NIRCam ignora, revelando poeira de sílica e hidrocarbonetos que aparecem em vermelho na imagem. Esse material empoeirado cria enormes estruturas semelhantes a “raios” na roda e também pode ser vista em uma imagem da galáxia do Hubble de 2018.

Os novos detalhes revelados por Webb ajudarão os cientistas a entender melhor a evolução passada e futura da galáxia, à medida que continua a se recuperar da colisão, de acordo com um blog da Nasa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos