Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.909,03
    -129,08 (-0,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.867,15
    +618,13 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,77
    -0,15 (-0,23%)
     
  • OURO

    1.835,40
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    56.163,17
    -2.077,83 (-3,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.483,38
    -77,91 (-4,99%)
     
  • S&P500

    4.188,43
    -44,17 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    34.742,82
    -34,94 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.123,68
    -6,03 (-0,08%)
     
  • HANG SENG

    28.595,66
    -14,99 (-0,05%)
     
  • NIKKEI

    29.167,58
    -350,76 (-1,19%)
     
  • NASDAQ

    13.324,00
    -32,75 (-0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3591
    +0,0189 (+0,30%)
     

Nova York reabrirá metrô 24 horas por dia em meados de maio

·2 minuto de leitura
Metrô de Nova York, em Manhattan, em 2 de março de 2021

Um novo passo para o retorno à normalidade no estado de Nova York: o governador Andrew Cuomo anunciou a reabertura do metrô 24 horas por dia a partir de 17 de maio e a suspensão das restrições por capacidade impostas a lojas e espaços culturais a partir de 19 de maio.

"Todas as setas apontam na direção certa", disse o governador, citando o progresso feito com a vacinação e o declínio nas taxas de infecção e hospitalizações por covid em todo o estado para o nível mais baixo desde novembro passado.

“A partir de 19 de maio, a maioria das restrições por capacidade vão acabar”, principalmente em “lojas, cinemas, restaurantes, museus”, que hoje oscilam entre 33% e 75% de sua capacidade normal, anunciou nesta segunda-feira (3) o governador durante uma coletiva de imprensa.

No entanto, sua capacidade de recepção continuará a ser limitada pelo espaço disponível, pois a diretiva federal de distanciamento social de aproximadamente 2 metros entre os clientes continuará em vigor. Ele não especificou como as autoridades verificam se isso é respeitado.

Os encontros ao ar livre agora poderão chegar a 500 pessoas, contra 200 autorizadas anteriormente, e até 250 pessoas em encontros em locais fechados, contra 100 permitidos anteriormente, de acordo com um comunicado de imprensa.

Os estádios esportivos ainda terão uma capacidade limitada a 33%, exceto para os espectadores que podem apresentar o certificado de vacinação ou um teste recente de PCR negativo, disse Cuomo.

Quanto ao metrô, os trens passarão a funcionar 24 horas por dia a partir de 17 de maio.

No início de maio de 2020, quando Nova York estava no epicentro da pandemia, foi forçada, pela primeira vez desde 1904, a estabelecer uma parada no cronograma - primeiro da 01h00 às 05h00 e depois das 02h00 até 04:00- para permitir a desinfecção dos vagões.

"A revitalização econômica da cidade depende de um forte transporte público e sua operação 24 horas é uma parte essencial", disse Patrick Foye, presidente da Autoridade de Transporte de Nova York, MTA, observando que o uso da máscara e a desinfecção rigorosa continuarão sendo efetivos.

cat/cjc/llu/rs/ap/mvv