Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.947,62
    +1.499,68 (+4,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Nova York orienta população a tomar vacina contra COVID-19 antes de ir a orgias

·1 minuto de leitura

A cidade de Nova York (EUA) divulgou orientações acerca da pandemia que chamaram a atenção. Trata-se da campanha #hotvaxsummer, voltada a conscientização acerca do sexo na pandemia. O novo comunicado aponta as vacinas contra COVID-19 como essenciais para quem vai participar de orgias.

Mas a dica da orgia é apenas uma das muitas atualizações feitas nas diretrizes sobre sexo seguro durante a pandemia. As novas diretrizes ainda se esforçam para abordar os residentes de Nova York, dizendo que é especialmente importante que as pessoas sejam vacinadas se participarem de "encontros sexuais com grandes grupos; participar de sexo grupal, ter múltiplos parceiros sexuais ou realizar práticas sexuais com desconhecidos". As autoridades pedem que as pessoas que trabalham com sexo também sejam vacinadas.

(Imagem: Gustavo Fring/Pexels)
(Imagem: Gustavo Fring/Pexels)

Em Nova York, 52% de todos os residentes estão totalmente vacinados, enquanto 71% dos maiores de 18 anos estão pelo menos parcialmente vacinados. Casos, hospitalizações e mortes atribuídas à doença caíram para os níveis mais baixos vistos desde que a pandemia começou.

O comunicado ainda se dirige àqueles que não querem ou não podem ser vacinados. Para o grupo em questão, as dicas envolvem fazer o teste de COVID-19 antes do sexo, com um número limitado de parceiros e barreiras físicas para evitar o contato cara a cara. E para aqueles que ainda insistem em ir a uma orgia sem estarem vacinados, o departamento de saúde recomenda escolher pelo menos “espaços maiores, mais abertos e bem ventilados”, usar bastante álcool em gel, máscaras e evitar beijo na boca.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos