Mercado fechado

Nova fase reestabelece a maior arma de Batman no combate contra o crime

O principal título mensal do Homem-Morcego passa a ser escrito pelo roteirista Chip Zdarsky e, em apenas uma edição, ele parece ter mesmo trazido de volta a maior arma do Batman no combate contra o crime.

Embora não tenha superpoderes como os da Mulher-Maravilha e do Superman, Batman sempre usou muito bem o medo. E isso é bastante explorado em Batman #125, que inicia uma nova fase na vida de Bruce Wayne. A trama apresenta várias sequências em que o Homem-Morcego aparece de forma assustadora, falando em meio às sombras antes de surpreender seus oponentes.

Batman #125 também mostra momentos em que o herói se torna a verdadeira personificação do terror. Ele não apenas ameaça explodir um Cara-de-Barro horrorizado em pedaços com um explosivo que ele secretamente introduziu no sistema do vilão durante seu último encontro, como também não ligou muito para a grotesca cena da morte do Pinguim — que era uma encenação, contudo, a própria postura “tô nem aí” do Batman colocou-o como principal suspeito.

Sequência que exemplifica as abordagens assustadoras de Batman (Imagem: Reprodução/DC Comics)
Sequência que exemplifica as abordagens assustadoras de Batman (Imagem: Reprodução/DC Comics)

Wayne vive um momento de reconstrução após a queda de seu império de negócios e a falta de estrutura para combater o crime. Ele voltou a usar o medo como maior arma contra os vilões. E isso, aparentemente, adiantou, já que, segundo o próprio herói, “a criminalidade baixou”.

Contudo, o Cavaleiro das Trevas está cada vez mais desequilibrado, pelo fato de ele estar atuando dia e noite, quase sem tempo para descanso, no combate ao crime. E a “Batfamília” será importante para que Wayne não caia em desgraça mais uma vez.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos