Mercado abrirá em 6 h 14 min
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,32 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,80
    +0,66 (+0,78%)
     
  • OURO

    1.837,50
    +5,70 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    35.084,55
    -58,63 (-0,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    810,37
    +567,69 (+233,93%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,03 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.775,28
    -190,27 (-0,76%)
     
  • NIKKEI

    27.601,76
    +79,50 (+0,29%)
     
  • NASDAQ

    14.548,00
    +121,50 (+0,84%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1750
    -0,0150 (-0,24%)
     

Nova fábrica da Ambev gera deve gerar 1.500 empregos no Paraná

·2 min de leitura
A companhia de bebidas irá decidir qual cidade paranaense irá receber suas novas instalações. (REUTERS/Paulo Whitaker)
A companhia de bebidas irá decidir qual cidade paranaense irá receber suas novas instalações. (REUTERS/Paulo Whitaker)
  • Nova unidade de produção terá investimento de R$ 870 milhões e começa a funcionar em 2025

  • A planta industrial será voltada a vasilhames com fabricação a partir de cacos de vidros

  • Cervejaria espera disponibilizar seus produtos em embalagens 100% recicladas até 2025

Nesta quarta-feira (23/12) a Ambev anunciou a construção de uma nova fábrica no estado do Paraná. Com investimento de R$ 870 milhões e inauguração prevista para 2025, a fábrica tem o potencial de gerar 1500 empregos em sua construção. A companhia de bebidas irá decidir qual cidade paranaense irá receber suas novas instalações.

A decisão da Ambev de investir em uma nova fábrica de vidros e vasilhames segue a necessidade do ecossistema. A produção e venda de bebidas alcoólicas estão afetadas pela falta de embalagens de vidro no mercado nacional.

Leia também:

O diferencial desta unidade de produção é a utilização de vidro reciclado na fabricação de novos cascos. O vidro reutilizado vem da parceria entre a Ambev, empresas de logística reversa e cooperativas de catadores.

Na mesma linha de sustentabilidade a nova fábrica paranaense contará com 100% de energia elétrica renovável e possuirá uma estação de tratamento dos resíduos gerados, o que possibilita o reaproveitamento da água, por exemplo.

O vice-presidente de sustentabilidade e suprimentos da Ambev, Rodrigo Figueiredo, ressalta a construção da nova fábrica como um passo em direção a meta da companhia em ter 100% de suas embalagens feitas a partir da reciclagem.

 "A nova fábrica de vidros vai impulsionar um futuro cada vez mais sustentável. Essa novidade vai impactar positivamente todo o ecossistema de logística reversa", explica Figueiredo ao Estadão. 

A nova fábrica da Ambev no paraná produzirá vasilhames de diversas marcas de bebidas, como Brahma, Stella Artois e Becks, por exemplo, nos tamanhos long neck, 300ml, 600ml e 1L.

A Ambev tem mais uma fábrica no Paraná, em Ponta Grossa, e outra no Rio Grande do Sul, em Passo Fundo, onde ações de redução na emissão do gás carbono foram implementadas. Desde 2016 as duas unidades reduziram em 90% as emissões de gases poluentes.

Com informações do Estadão e InfoMoney.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos