Mercado fechado

Nova empresa do fundador da OnePlus é a nova dona marca de celulares Essential

Diego Sousa
·2 minuto de leitura

A Nothing, startup de produtos eletrônicos liderada pelo cofundador da OnePlus Carl Pei, é a nova dona da marca de celulares Essential. A papelada foi concluída no começo de janeiro, segundo informações do site 9To5Google. Embora a empresa ainda não tenha revelado muita coisa sobre seu portfólio, é provável que ela se aventure no mercado mobile no futuro.

A Essential Products foi fundada em 2015 por Andy Rubin, um dos criadores do sistema operacional Android. O primeiro smartphone lançado pela companhia foi o topo de linha Essential Phone, em 2017, que se destacava pelo caráter modular, com suporte a acessórios externos para aprimorar suas capacidades do aparelho.

Segundo informações da época, apesar da proposta inovadora, o Essential Phone vendeu menos de 90 mil unidades nos primeiros seis meses pós lançamento. Em 2018, a empresa deixou de produzir o smartphone para focar em um novo produto, mas ele nunca chegou ao mercado. A Essential encerrou suas atividades em fevereiro de 2020.

Com a aquisição, a Nothing agora é dona da marca, patentes e todos os projetos inacabados da Essential Products, incluindo os possíveis Essential PH-2 e PH-3, cujas primeiras imagens foram divulgadas em 2020 por um dos responsáveis pelo design dos celulares. Segundo as figuras, provavelmente da época de desenvolvimento dos aparelhos, eles seriam posicionados em faixas de preço diferentes no segmento premium.

A Nothing ainda não revelou seus planos em relação à Essential. O primeiro produto da companhia será um par de fones de ouvido sem fios, mas ela garante trabalhar em um "ecossistema de dispositivos eletrônicos que conversarão uns com os outros" no futuro.

Apesar de contar com menos de um mês de vida e uma proposta ainda desconhecida, a Nothing já é vista com bastante expectativa. Recentemente, a GV, departamento responsável pelo capital de risco da Alphabet, empresa-mãe do Google, investiu US$ 15 milhões (cerca de R$ 80 milhões) na empresa. Além dela, grandes nomes como o cofundador da Twitch, Kevin Lin, e o CEO do Reddit, Steve Huffman, já haviam ajudado a levantar fundos para a marca de Carl Pei.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: