Mercado abrirá em 9 h 54 min
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,13
    +1,15 (+1,55%)
     
  • OURO

    1.759,80
    +8,10 (+0,46%)
     
  • BTC-USD

    44.241,63
    +2.220,38 (+5,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.103,74
    +0,68 (+0,06%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.470,71
    +278,55 (+1,15%)
     
  • NIKKEI

    30.358,62
    +109,81 (+0,36%)
     
  • NASDAQ

    15.381,75
    +63,00 (+0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2548
    -0,0008 (-0,01%)
     

Nova diretiva sobre falhas no Boeing 737 é emitida nos EUA; veja o motivo

·1 minuto de leitura

A FAA (Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos, o equivalente à ANAC no Brasil) realiza inspeções corriqueiras nas aeronaves operando nos EUA e que, geralmente, são seguidas por órgãos reguladores pelo mundo. Em diretiva divulgada na última semana, o órgão alertou sobre uma possível falha envolvendo o Boeing 737, o avião mais popular da fabricante.

Isso aconteceu porque duas unidades do Boeing 737-900ER da companhia cargueira EI AI, de Israel, apresentaram rachaduras nos encaixes que conectam o radome, local onde está o radar meteorológico, e a fuselagem da aeronave. Segundo o FAA, essa é uma "condição potencialmente insegura" e que deve gerar uma investigação mais aprofundada sobre os modelos dessa geração do 737, que também engloba a variante 737-800.

Essa é a segunda diretiva da FAA envolvendo o Boeing 737 somente no mês de agosto. Vale lembrar que o órgão trabalha em conjunto com a fabricante para detectar possíveis falhas no sistema de incêndio do compartimento de carga dos modelos NG. Mesmo com a diretiva e com as investigações, as aeronaves seguem em operação pelo mundo sem maiores problemas.

(Imagem: Divulgação/Boeing)
(Imagem: Divulgação/Boeing)

O linha 737 acabou de ser expandida com o lançamento do 737 MAX 10, que já tem centenas de encomendas em todo o mundo e que realizou seu primeiro voo há alguns meses. No Brasil, o Boeing 737 é operado majoritariamente pela GOL Linhas Aéreas.

O Canaltech entrou em contato com a Boeing para comentários, mas, até o final da edição desta matéria, não teve resposta.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos