Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,33 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,48 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    60.391,00
    +2.197,04 (+3,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,34 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,03 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,27 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,08 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Nova Caledônia acerta novos termos para venda de mina de níquel da Vale

·1 minuto de leitura
Logo da mineradora Vale

PARIS (Reuters) - Partidos políticos de Nova Caledônia chegaram a acordo nesta quinta-feira sobre novos termos para a venda do negócio local de níquel da Vale, o que inclui uma proposta para que o território francês mantenha fatia majoritária no ativo, em uma tentativa de resolver disputas em torno dos planos de desinvestimento da mineradora brasileira.

A decisão da Vale no ano passado de vender sua operação de mineração e processamento de níquel no território francês no Pacífico, para um consórcio incluindo a trading suíça Trafigura, recebeu forte oposição de grupos que lutam por independência.

Violentos protestos levaram a Vale a fechar as instalações em dezembro.

Pelo acordo desta quinta-feira, líderes tanto de partidos pró-independência quanto de alinhados aos legalistas propuseram que uma fatia de 51% nas operações da Vale fique sob propriedade de autoridades de províncias de Nova Caledônia e outras entidades locais.

A Trafigura teria 19% no ativo, menos que os 25% planejados no negócio inicial com a Vale sobre a venda.

Um comunicado divulgado por partidos políticos de Nova Caledônia também mencionou uma "parceria técnica e industrial" com a Tesla, sob a qual a fabricante de carros elétricos poderia obter matérias-primas para baterias.

A Trafigura recebeu bem o acordo.

"Estamos ansiosos para retomar as operações e para a conclusão final da transação o mais rápido possível", disse um porta-voz da Trafigura.

Vale e Tesla não responderam de imediato a pedidos de comentário.

Nova Caledônia é a quarta maior produtora de níquel do mundo, atrás de Indonésia, Filipinas e Rússia.

A demanda por níquel, utilizado na fabricação de aço inoxidável, deve crescer rapidamente devido à demanda por baterias para veículos elétricos.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7519)) REUTERS LC RS