Mercado fechado

Notícias do dia - O que você precisa saber para começar o domingo


(Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)

Covid-19: o número de casos do novo coronavírus no Brasil subiu para 1.313.667 e o total de mortes chega a 57.070; O Ministério da Saúde anunciou uma parceria para o desenvolvimento e produção de vacina contra a Covid-19, considerada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) a “mais adiantada no mundo”; Para 76% dos brasileiros as escolas deveriam continuar fechadas pelos próximos dois meses em razão da pandemia do novo coronavírus; Três procuradores decidiram deixar a Lava Jato por discordarem da coordenadora da operação na PGR (Procuradoria-Geral da República), Lindora Maria Araújo, que teria solicitado acesso a dados das forças-tarefas nos estados.

Confira o que você precisa saber para começar o domingo, 28 de junho de 2020:


Covid-19: Brasil tem 57.070 mortes e 1.313.667 casos segundo relatório do Conass

O número de casos do novo coronavírus no Brasil subiu para 1.313.667 e o total de mortes chega a 57.070. Os dados foram divulgados pelo Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde), um sistema próprio de informações que reúne dados de contaminados e de óbitos em contagem paralela à do governo.

Leia a matéria completa.


Coronavírus: Governo anuncia parceria para produção de vacina de Oxford

O Ministério da Saúde anunciou uma parceria para o desenvolvimento e produção de vacina contra a Covid-19, considerada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) a “mais adiantada no mundo”, pesquisada pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca.

Leia a matéria completa.

76% dos brasileiros são contra reabrir escolas, diz Datafolha

Para 76% dos brasileiros as escolas deveriam continuar fechadas pelos próximos dois meses em razão da pandemia do novo coronavírus. Pelo menos é isso que mostra pesquisa do Datafolha. A margem de erro do estudo é de dois pontos. O instituto ouviu 2.016 pessoas na terça (23) e quadra (24) por telefone.

Leia a matéria completa.

Procuradores deixam Lava Jato após coordenadora pedir acesso a dados

Três procuradores decidiram deixar a Lava Jato por discordarem da coordenadora da operação na PGR (Procuradoria-Geral da República), Lindora Maria Araújo, que teria solicitado acesso a dados das forças-tarefas nos estados. Segundo a Globo, os procuradores que decidiram deixar os cargos no grupo são Hebert Reis Mesquita, Victor Riccely Lins Santos e Luana Macedo Vargas. Uma quarta procuradora, Maria Clara Noleto, também deixou a Lava Jato na PGR, mas no início deste mês, por divergências.

Leia a matéria completa.