Mercado fechará em 4 h 55 min

Notícias do dia - O que você precisa saber para começar o domingo

Funcionários de cemitério se preparam para enterro de vítima de Covid-19 em Breves, cidade da Ilha do Marajó, no Pará (TARSO SARRAF/AFP via Getty Images)

Brasil chega a 35.930 mortes e 672.846 casos confirmados do novo coronavírus, portal do governo federal volta ao ar sem total de mortos pela Covid-19, Defensoria Pública da União vai à Justiça para que o Ministério da Saúde volte a publicar integralmente os dados da pandemia e protestos antirracistas desafiam Covid-19 e se espalham pelo mundo.

Confira o que você precisa saber para começar o domingo, dia 7 de junho de 2020:

Coronavírus: Brasil tem 35.026 mortes e 646.006 casos confirmados

O Ministério da Saúde atualizou para 35.930 o número de mortes em decorrência do novo coronavírus no Brasil neste sábado (06). Ao todo, também foram confirmados 672.846 casos da Covid-19 no país. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Portal da Covid-19 volta ao ar, mas sem total de casos e mortes e sem planilha com dados detalhados

O Ministério da Saúde voltou a colocar no ar o portal com dados sobre a Covid-19, mas sem informar o total de casos e mortes. Somente os números do que foi confirmado nas últimas 24 horas estão disponíveis. A planilha com casos e mortes confirmadas a cada dia desde o começo da epidemia também desapareceu. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Defensoria vai à Justiça para que Ministério da Saúde volte a divulgar integralmente dados da pandemia até 19h

A Defensoria Pública da União (DPU) entrou com um pedido liminar na Justiça Federal de São Paulo para que o Ministério da Saúde volte a divulgar imediatamente os números do Painel Coronavírus, incluindo todas as informações sobre os casos já registrados do novo coronavírus até o momento e que vinham sendo normalmente fornecidas. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Secretarias de Saúde se indignam com proposta de recontagem de mortos: "desumana e anti-ética"

Autoridades sanitárias regionais acusaram o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de "invisibilizar" os mortos por Covid-19, depois que um secretário designado pelo Ministério da Saúde questionou a contagem de óbitos na pandemia do novo coronavírus. "A tentativa autoritária, insensível, desumana e anti-ética de dar invisibilidade aos mortos pela Covid-19 não prosperará", manifestou-se, em nota, o Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass), que reúne os secretários regionais de saúde. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Onda de protesto pela morte de George Floyd desafia pandemia e se espalha pelo mundo

Com a frase "Não consigo respirar" como lema, pronunciada por George Floyd enquanto era morto nas mãos de um policial nos Estados Unidos, milhares de pessoas em todo mundo começaram a desafiar a pandemia do novo coronavírus para se manifestar contra as desigualdades sociais e a brutalidade policial. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

TVs católicas oferecem apoio a Bolsonaro em troca de dinheiro

Emissoras de TV ligadas à Igreja Católica ofereceram apoio a Jair Bolsonaro (sem partido) em troca de recursos públicos. As redes prometeram “mídia positiva” para ações do governo na pandemia do novo coronavírus, alvo de críticas pelo crescimento acentuado de casos confirmados e mortes, abalando a popularidade do presidente. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.