Notícias da Europa fazem Tóquio fechar em queda

As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em queda nesta terça-feira, uma vez que novas preocupações sobre a estabilidade política na zona euro interromperam a recente tendência de enfraquecimento do iene, levando a queda nos papéis de grandes exportadores como a Honda Motor e a Advantest. O índice Nikkei perdeu 1,9%, fechando o pregão com 11.046,92 pontos, após o acréscimo de 0,6% de segunda-feira.

O volume de negócios foi robusto, totalizando 4,8 bilhões de ações, o maior nível desde março de 2011.

As ações abriram o pregão em baixa após o surgimento de notícias sobre supostos pagamentos secretos para o primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy. Além disso, a Itália também abalou a Bolsa de Tóquio. Pesquisas mostraram que o ex-primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, está ganhando terreno na campanha política para a eleição parlamentar.

"O consenso do mercado tem sido de que a estabilidade política [da Europa] vai levar à implementação de medidas políticas necessárias", disse Yoshihiro Okumura, gerente geral de pesquisa da Chibagin Asset Management. "Estes novos acontecimento estão lançando uma sombra sobre essa perspectiva".

Com a interrupção da tendência de enfraquecimento do iene, a Honda Motor caiu 2,4% e a Advantest perdeu 3,2%.

As seguradoras e imobiliárias seguiram o mesmo caminho, após conquistarem ganhos significativos nas últimas semanas. A Dai-ichi Life Insurance caiu 3,0% e a Mitsubishi Estate recuou 6,1%.

Já a Hitachi foi afetada pelos seus resultados corporativos. Os papéis da empresa fecharam em queda de 6,3% depois que a Hitachi cortou sua previsão de lucro líquido para 150 bilhões de ienes, o que significou um decréscimo de 25% da sua meta de 200 bilhões de ienes estipulada anteriormente para o ano fiscal que termina em março.

A Japan Airlines subiu 5,1% depois que a empresa elevou sua previsão de lucro para o ano fiscal atual para 163 bilhões de ienes, de 140 bilhões de ienes na previsão anterior. Além disso, a empresa disse que vai pagar dividendos.

A Takeda Pharmaceutical perdeu 2,7%, uma vez que afirmou que o lucro líquido para os nove meses até dezembro caíram 14% na comparação anual, para 138,91 bilhões de ienes. A empresa manteve a sua previsão de lucro líquido para o ano fiscal até março. As informações são da Dow Jones.

Carregando...