Mercado fechará em 4 h 7 min
  • BOVESPA

    106.321,17
    -41,93 (-0,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.533,85
    -180,75 (-0,35%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,28
    -0,38 (-0,46%)
     
  • OURO

    1.796,90
    -1,90 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    61.579,83
    +2.242,59 (+3,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,54
    +61,16 (+4,31%)
     
  • S&P500

    4.589,32
    +37,64 (+0,83%)
     
  • DOW JONES

    35.682,31
    +191,62 (+0,54%)
     
  • FTSE

    7.246,16
    -7,11 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.716,00
    +128,75 (+0,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5476
    +0,1229 (+1,91%)
     

Nossas retinas são tão complexas que superam a engenharia, mostra estudo

·1 minuto de leitura

A estrutura de nossas retinas está quilômetros à frente de qualquer coisa que a engenharia possa alcançar até agora. As informações vêm de um artigo da Universidade Duke (EUA). Estudos anteriores mostram que a seleção natural foi responsável por moldar as retinas dos seres vivos.

Pesquisadores já chegaram a provar que as retinas de ratos e macacos são dispostas em um mosaico tridimensional de células que trabalham para construir a imagem. Agora, nesse novo estudo publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences, os pesquisadores começaram a entender esse conceito, e o analisaram por meio de simulações e cálculos matemáticos. “Os mosaicos não se sobrepõem apenas aleatoriamente", afirmam os pesquisadores.

(Imagem: Sharon McCutcheon/Unsplash)
(Imagem: Sharon McCutcheon/Unsplash)

“Estamos fazendo uma previsão de como milhares de células se organizam. As retinas do macaco e do humano são quase indistinguíveis. O fato de termos observado isso na retina do macaco nos dá uma confiança de que nossas retinas estão dispostas da mesma maneira”, acrescentam os estudiosos.

Eles reiteram que a retina não é um mosaico só, mas sim uma série de mosaicos empilhados, sendo que cada um codifica algo diferente sobre o campo visual. O estudo reflete que a sobrevivência de animais como os ratos não depende das coisas que são fáceis de ver, mas sim daquilo que é mais difícil enxergar, por isso a retina se concentra em detectar esses detalhes mais complexos. O estudo completo pode ser observado aqui.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos