Mercado fechará em 4 h 11 min
  • BOVESPA

    110.298,50
    +1.810,62 (+1,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.861,65
    +343,35 (+0,67%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,55
    +0,27 (+0,24%)
     
  • OURO

    1.852,20
    +10,10 (+0,55%)
     
  • BTC-USD

    30.413,08
    +631,96 (+2,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    682,38
    +7,51 (+1,11%)
     
  • S&P500

    3.966,44
    +65,08 (+1,67%)
     
  • DOW JONES

    31.911,03
    +649,13 (+2,08%)
     
  • FTSE

    7.505,51
    +115,53 (+1,56%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    12.005,00
    +164,25 (+1,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1180
    -0,0348 (-0,68%)
     

Nos EUA, Google pede a juiz que arquive maior parte de processo antitruste

·1 min de leitura
O Google solicitou a um juiz federal que arquive a maior parte de uma ação antitruste movida por estados norte-americanos. Foto: Getty Images.
O Google solicitou a um juiz federal que arquive a maior parte de uma ação antitruste movida por estados norte-americanos. Foto: Getty Images.
  • Nos Estados Unidos, o Google solicitou a um juiz federal que arquive a maior parte de uma ação antitruste movida por diversos estados;

  • O estados norte-americanos acusam a big tech de abusar da dominância de mercado no setor da publicidade online;

  • Em contrapartida, a companhia afirma que os estados não têm provas suficientes.

O Google, empresa multinacional subsidiária do conglomerado Alphabet Inc, solicitou a um juiz federal nesta sexta-feira (21) que arquive a maior parcela de uma ação antitruste movida pelo Texas e outros estados norte-americanos. Estes acusam a companhia de abusar da dominância de mercado no setor da publicidade online.

Leia também:

Em contrapartida, a bigtech se defende afirmando que os estados não têm provas fortes sobre uma possível ilegalidade cometida junta ao Facebook no combate ao ‘header bid’, tecnologia desenvolvida por editores para maior faturamento com publicidade.

Os estados norte-americanos acusam o Google de usar ao menos três programas para a manipulação de leilões de anúncios, de forma a coagir anunciantes e editores a ter de usar ferramentas do buscador.

Mesmo com diversas queixas, a companhia afirma que elas não têm base realista. Desse modo, a big tech pediu que quatro das acusações fossem julgadas como improcedentes, ou seja, que não possam ser novamente trazidas ao tribunal.

O processo do Texas continha mais duas reivindicações feitas em cima da lei estadual contra o Google, suspensas em setembro do ano passado.

As informações são da Reuters.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos