Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,69 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,11 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    48.642,65
    -630,14 (-1,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,72 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,21 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,17 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Nos Aflitos, Vasco visita o Náutico, busca dar sequência à arrancada e encostar no G4 da Série B

·3 min de leitura


Com a Série B em sua reta final, todos os jogos do Vasco serão sinônimos de decisão. Os cariocas visitam o Náutico, neste domingo, às 16h, e um triunfo pode colocá-los ainda mais próximos do pelotão de frente da competição. Antes do embarque, a torcida fez uma festa e demonstrou apoio no CT Moacyr Barbosa, com jogadores nos braços do povo.

Na tabela, ambas as equipes estão bem próximas e ainda sonham com o acesso no final da temporada. O Gigante da Colina soma 46 pontos, com um jogo a menos que todos do G4. A distância é de seis pontos, o que significa que em caso de vitória, o time pode ficar bem próximo do grande sonho restando poucas rodadas para o fim - mais sete partidas.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Desde que Diniz chegou, o Cruz-Maltino tem jogado um futebol mais competitivo e feito a torcida sonhar. Isso reflete no comportamento dos vascaínos, que foram ao CT Moacyr Barbosa e apoiaram os jogadores com carinho e palavras de incentivo. Nos braços da torcida, os atletas foram acolhidos e chegam em Recife para mais uma final.

A equipe tem que jogar contra a matemática e mostrar que ainda pode conquistar o acesso. Nas últimas partidas, uma campanha digna de G4 com quatro vitórias em cinco jogos. Além disso, dois empates em que os três pontos estavam praticamente encaminhados, mas escaparam entre os dedos nos acréscimos. A única derrota aconteceu mesmo com um a mais em campo, diante do Sampaio Corrêa, fora de casa.

+ Adversário do Vasco, Náutico é o time que mais finaliza, mas sofreu 17 gols nos últimos dez jogos da Série B

Dessa forma, o Vasco volta a atuar como visitante e precisa melhorar seu desempenho longe do Rio de Janeiro. Foram quatro vitórias, quatro empates e sete derrotas longe de seus domínios, mas, neste domingo, os três pontos serão essenciais para o futuro do time na competição. O Timbu, por sua vez, ocupou a liderança da por 14 rodadas, teve uma queda de rendimento, mas retomou o caminho.

Não perde há três rodadas, tem 44 pontos, mas tem tido sérios problemas defensivos, que podem ser a chave para o Cruz-Maltino sair com os três pontos. Os pernambucanos sofreram 17 gols em dez partidas, quase todas do returno. A defesa não foi vazada apenas na estreia no segundo turno, contra o CSA, no Rei Pelé.

+ Mudanças de Diniz vão além do estilo de jogo e fazem o Vasco ser mais competitivo e sonhar com o acesso

Entre os relacionados, Andrey e Jhon Sánchez estão recuperados e tendem a ficar no banco. O primeiro é uma peça importante no esquema de Diniz, mas teve um mal-estar e ficou de fora contra o Coxa. O segundo ainda não estreou pelo clube desde que chegou ainda no período do antigo comandante - Lisca. O desfalque ficará por conta de Ricardo Graça, suspenso. Chance de ouro para Walber, que será titular pela primeira vez desde que chegou ao Vasco.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos