Mercado abrirá em 2 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,88
    +0,90 (+1,22%)
     
  • OURO

    1.748,10
    -3,60 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    43.805,14
    +689,97 (+1,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.091,48
    -11,58 (-1,05%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.064,58
    +13,10 (+0,19%)
     
  • HANG SENG

    24.208,78
    +16,62 (+0,07%)
     
  • NIKKEI

    30.240,06
    -8,75 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.254,50
    -64,25 (-0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2482
    -0,0074 (-0,12%)
     

Nomeado ministro de Bolsonaro, Ciro Nogueira apoiou Lula em 2018: ‘Eu fico com Lula até o fim’

·1 minuto de leitura

Nada passa despercebido nas redes sociais. O novo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, que o diga: uma publicação dele em defesa de Lula no Twitter voltou à tona quase três anos depois após o senador pelo PP do Piauí aceitar o convite para comandar a pasta mais importante do governo Bolsonaro. No texto, o líder do Centrão defendeu a participação do ex-presidente nas eleições em 2018.

Para Nogueira, o fato de o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter barrado o petista tirava dos cidadãos o direito de escolha à presidência:

Não foi a primeira declaração dele nesse sentido. Numa entrevista ao Valor em maio, o presidente do PP disse: “Tenho um carinho enorme pelo presidente Lula”. A declaração pode ser um aceno a uma possível eleição do petista em 2022.

Ainda em 2017, Nogueira chamou Jair Bolsonaro de ‘fascista’ e ‘preconceituoso’. A Lula, só teceu elogios:

— O melhor presidente da história desse país, principalmente para o Piauí e o Nordeste. Não me vejo numa eleição votando contra o Lula. Por tudo que ele fez, por tudo que ele tirou de miséria desse povo — afirmou a um programa de TV da Rede Meio Norte.

A capacidade de se articular e de transitar entre os diferentes partidos no poder é uma das características mais proeminentes do Centrão, hoje formado por PP, PL, DEM e PSD, entre outros. Agora alinhado a Bolsonaro, o bloco de partidos sem coloração ideológica pré-definida já esteve lado a lado com PSDB, PT e MDB em outros mandatos presidenciais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos