Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.095,06
    -444,73 (-0,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.345,56
    +663,37 (+1,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,23
    +1,48 (+2,48%)
     
  • OURO

    1.713,10
    -20,50 (-1,18%)
     
  • BTC-USD

    50.643,73
    +3.197,17 (+6,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.012,45
    +24,35 (+2,46%)
     
  • S&P500

    3.819,72
    -50,57 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    31.270,09
    -121,43 (-0,39%)
     
  • FTSE

    6.675,47
    +61,72 (+0,93%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    12.685,75
    -369,50 (-2,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7765
    -0,0856 (-1,25%)
     

Nokia 1.4 é o mais novo baratinho com Android Go e câmera dupla da HMD Global

Redação
·4 minuto de leitura

Na manhã desta quarta-feira (3), a HMD Global lançou o Nokia 1.4, seu mais novo celular de entrada carregado com Android Go. O aparelho segue a mesma linha do seu antecessor, o Nokia 1.3: construção em plástico, frente com bordas evidentes para o display e corte em formato de gota para a câmera frontal, mas adiciona à fórmula um conjunto duplo de câmeras e uma bateria de 4.000 mAh.

O Nokia 1.4 roda Android 10 Go direto de fábrica — aquela versão do sistema mais econômica, para celulares de baixa performance. Contudo, ele ainda tenta acompanhar os outros lançamentos da fabricante pelo menos em seu visual. A composição inclui corpo construído em plástico único para a traseira e lateral, que também dá espaço para um módulo de câmeras que o deixa com identidade visual àquela adotada no irmão maior Nokia 5.4.

Na frente, o display é aprimorado e ganha 6,51 polegadas de área em resolução HD+, que só perde espaço para as bordas grossas das laterais, corte superior para a câmera frontal e logo da Nokia na parte inferior. Nesse caso, para economizar, a marca incluiu uma película protetora já aplicada de fábrica, poupando o bolso do usuário na hora de proteger o aparelho.

Em desempenho, o Nokia 1.4 é equipado com o chipset Qualcomm Snapdragon 215, combinado com variações que vão de 1, 2 ou 3 GB de RAM e, respectivamente, armazenamento interno de 16, 32 ou 64 GB (expansíveis por cartão microSD para até 128 GB). Curiosamente, é o mesmo chip utilizado no seu antecessor — contudo, o aumento de RAM nas variantes mais caras é uma adição valiosa para a longevidade do dispositivo.

O Android 10 Go é significativamente mais “enxuto” que sua versão padrão, limitando o usuário ao uso de aplicativos do Google de tamanho reduzidos — Maps, Gmail, YouTube, Agenda, Files e outros. Dessa forma, o sistema é menos exigente e, se tiver sua proposta respeitada, pode entregar anos de uso confortável.

A atualização também traz aprimoramentos de bateria: os 3.000 mAh do Nokia 1.3 dá espaço para uma bateria de 4.000 mAh não removível e recarregada pela sua entrada microUSB — provavelmente adotada para reduzir custos. O corpo do aparelho também inclui a saudosa entrada para fone de ouvido convencional.

Câmeras duplas em um celular barato

Seguindo a tendência do mercado de incluir mais sensores em um mesmo aparelho, o Nokia 1.4 conta com três câmeras: sensor traseiro principal de 8 MP, secundário de 2 MP para macros e frontal de 5 MP. Não espere fotos belíssimas desse aparelho, mas a soma das lentes aumenta o potencial do dispositivo, ainda mais junto do flash LED estacionado no centro do módulo traseiro.

Por dentro, o software que toma conta do processamento de fotografias é o Google Camera Go. O app é mais simples, mas garante a captura de fotografias com filtros modernos, como “Modo Retrato”, visão noturna e outras modificações interessantes. No geral, elas não vão devem ir além da capacidade natural dos sensores, mas o cuidado direto do Google promete um pouquinho mais de zelo nas capturas.

Não menos importante, o Nokia 1.4 conta com leitor de digitais colocado na parte de trás (logo abaixo das câmeras) — uma importante adição para segurança quando comparada ao desbloqueio facial baseado em software do Nokia 1.3 — e botão exclusivo para solicitações no Google Assistente.

Disponibilidade

No anúncio, a HMD Global indicou lançamento do Nokia 1.4 para algum momento de março deste ano, custando inicialmente 99 euros (R$ 640 em conversão direta). O celular de entrada terá versões Dual SIM, mas os modelos destinados ao mercado estadunidense e latino-americano serão para um único chip.

Em contato com representantes nacionais da HMD Global, a marca afirmou que está atenta ao público brasileiro e espera "continuar levando a experiência Nokia para mais pessoas". Segundo a empresa, o Brasil é um mercado prioritário na estratégia de negócios, e que logo daria maiores informações sobre os recentes lançamentos da marca por aqui; sem dar qualquer previsão para o lançamento do aparelho.

Nokia 1.4: ficha técnica

  • Tela: 6,51 polegadas, resolução HD+;

  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 215;

  • Memória RAM: 1 GB, 2 GB ou 3 GB;

  • Armazenamento interno: 16 GB, 32 GB ou 64 GB expansíveis via microSD (até 128 GB);

  • Câmera traseira: dupla de 8 MP + 2 MP (macro);

  • Câmera frontal: 5 MP;

  • Dimensões: 166x77x9 mm;

  • Peso: 178 gramas;

  • Bateria: 4.000 mAh com carregamento via MicroUSB;

  • Extras: leitor de impressão digital, botão dedicado para o Google Assistente, atualização para Android 11 Go garantida;

  • Cores: Fjord (azul), Charcoal (cinza escuro), Dusk (roxo);

  • Sistema operacional: Android 10 Go.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: