Mercado fechará em 4 h 29 min
  • BOVESPA

    113.382,53
    +99,86 (+0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.519,61
    +413,90 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,44
    +1,46 (+1,97%)
     
  • OURO

    1.752,10
    +0,40 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    43.233,62
    -98,12 (-0,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.075,17
    -26,34 (-2,39%)
     
  • S&P500

    4.447,71
    -7,77 (-0,17%)
     
  • DOW JONES

    34.949,69
    +151,69 (+0,44%)
     
  • FTSE

    7.071,13
    +19,65 (+0,28%)
     
  • HANG SENG

    24.208,78
    +16,62 (+0,07%)
     
  • NIKKEI

    30.240,06
    -8,75 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.188,00
    -130,75 (-0,85%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2730
    +0,0174 (+0,28%)
     

No dólar/real (USD/BRL) até as notícias respeitam Fibonacci

·2 minuto de leitura

Na última semana de agosto o dólar americano perdeu força perante o real e regrediu mais de 6% em sete dias de negociação. O preço do dólar caiu quase 35 centavos, até que finalmente atingiu o terceiro alvo de Fibonacci do primeiro pivot de baixa formado após o mercado fazer topo.

Após fazer fundo no dia 31 de agosto o preço do ativo entrou em consolidação e ficou dentro de um retângulo até o dia 8 de setembro, quando devido aos atritos entre os poderes executivo, legislativo e judiciário, o preço do dólar subiu conseguindo romper o retângulo para cima e formando um pivot de alta no rompimento.

No dia do rompimento o ativo subiu mais de 2% conseguindo até mesmo superar o terceiro alvo da projeção de Fibonacci, alcançando assim o alvo de 200%, porém como o gráfico mostra, apesar de o preço violar o alvo, não conseguiu fechar acima, respeitando a resistência gerada pelo alvo de Fibonacci.

Mesmo com notícias o mercado respeita as projeções.

Ontem, dia 9 de setembro, o mercado brasileiro estava mergulhado em incertezas e apesar da queda do dólar na parte da manhã, o preço do ativo voltou a subir à tarde, chegando inclusive a tocar novamente o quarto alvo de Fibonacci que estava previamente traçado. Entretanto, quando saíram as notícias de que o presidente estava buscando apaziguar as tensões entre os poderes (e que a greve dos caminhoneiros não iria persistir) o preço do dólar disparou para baixo, chegando a cair mais de 10 centavos em apenas 15 minutos.

Porém mesmo com o forte movimento de queda devido às notícias, o ativo formou um pivot de baixa e a projeção de Fibonacci apontou os locais até onde o preço poderia ir, sendo que desta vez o suporte gerado pelo alvo de 100% do pivot de baixa foi respeitado.

Correlação entre os eventos.

Por fim, é interessante notar como tudo se completa. Ao traçar as retrações de Fibonacci do fundo criado no dia 31 de agosto ao topo anterior, criado no dia 20 de agosto, fica fácil de ver que depois de toda a queda o mercado recuou até a retração de 61,8% para na sequência ir buscar o fundo novamente.

Caso o cenário político permita, a expectativa é que hoje, ou na próxima semana, o ativo chegue novamente próximo ao fundo, na casa dos 5.138.

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos