Nissan termina reestruturação no Brasil ao nomear novo presidente

Toronto (Canadá), 20 nov (EFE).- A Nissan anunciou nesta terça-feira a finalização da reestruturação de sua cúpula no Brasil com a nomeação de François Dossa, atual diretor de finanças da Nissan Brasil, como presidente das operações do fabricante japonês de automóveis no país.

A nomeação será efetiva a partir do dia 1º de janeiro de 2013 e Dossa substituirá Christian Meunier, que foi nomeado presidente da Nissan Canadá no último dia 31 de outubro. Nesse mesmo dia, a Nissan disse que o gerente da Nissan Iberia, Manuel de la Guardia, será o vice-presidente da empresa no mercado brasileiro.

A Nissan Americas, encarregada das operações no continente americano, tem um plano agressivo para aumentar sua presença no mercado brasileiro, o principal da América do Sul, nos próximos três anos.

A companhia comercializará oito novos automóveis no Brasil daqui até 2016 e tem programada a abertura de uma nova planta de montagem na cidade de Resende na qual investirá US$ 1,4 bilhão.

Além disso, a Nissan também é patrocinadora oficial dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016.

A empresa japonesa quer que sua fração de mercado no Brasil cresça dos 2% atuais até 5% em 2016 após conseguir que de 2010 a 2011 suas vendas se duplicassem.

A reestruturação da Nissan Brasil e os planos do fabricante japonês no país refletem a crescente importância do mercado brasileiro para as companhias automobilísticas que estão sofrendo com as baixas vendas na Europa.

Os principais fabricantes mundiais estão redobrando seus esforços no Brasil, um mercado que agora está dominado por Volkswagen, Fiat e General Motors (GM).

Para aumentar suas vendas no Brasil, o fabricante japonês começou a desenhar veículos especificamente pensados para o mercado brasileiro.

No Salão Internacional do Automóvel de São Paulo deste ano, a Nissan apresentou o protótipo EXTREM, um todo terreno criado conjuntamente pelo pessoal da Nissan Design América (NDA) e designers brasileiros.

Ao apresentar o EXTREM, a Nissan disse que sua intenção é atrair o crescente segmento de "jovens profissionais urbanos" da sociedade brasileira. EFE

Carregando...