Mercado fechará em 1 h 1 min

Nissan Magnite obtém 4 estrelas em teste de colisão; crossover chega em 2022

br.info@motor1.com (Nicolas Tavares)
·2 minuto de leitura
Nissan Magnite 2021
Nissan Magnite 2021

Modelo usa versão melhorada da plataforma do Renault Kwid. Estreia nacional está prevista para março de 2022

Previsto para ser produzido no Brasil em 2022, o Nissan Magnite passa pelo crash-test do ASEAN NCAP na Ásia, recebendo 4 estrelas de um total de 5. O resultado é bem animador, mostrando que as mudanças na plataforma CMF-A+ deixaram o carro mais resistente em comparação ao Renault Kwid asiático, que recebeu nota 0 em diversos testes feitos por lá. Também já adianta que o Kiger, versão da Renault deste crossover, deve receber uma boa avaliação no futuro.

No momento, o ASEAN NCAP ainda não revelou fotos, vídeos ou qualquer outro detalhe sobre os testes, apenas afirmando em seu site que o Nissan Magnite recebeu 4 estrelas. A ONG prometeu divulgar o relatório em breve. Embora não tenha justificado a razão de confirmar a nota final sem apresentar o teste, o mais provável é que a associação tenha feito isso para que a Nissan possa usar a informação na venda do carro, que fez sua estreia na Índia e Indonésia. De acordo com o site Autocar Índia, o resultado só será revelado nos próximos meses.

Este resultado é uma boa notícia para a Nissan. Além de mostrar que o Magnite é bem seguro para a Ásia, isso antecipa que não será necessário fazer tantas alterações como foi no caso do Kwid para chegar ao Brasil. O subcompacto recebeu diversos reforços na estrutura e até os bancos foram alterados, ficando 20% mais pesado em comparação ao modelo indiano.

Outro fator que pode ter ajudado no resultado é o fato de ter airbags frontais de série, item que não é obrigatório na Índia. A Nissan tem usado isso como apelo de vendas para o Magnite na região, destacando a adição de freios ABS desde a versão de entrada. As versões mais caras recebem controles estabilidade e tração, Isofix, câmera 360°, frenagem automática de emergência, câmera de ré e mais.

Por outro lado, isso não significa exatamente que o Magnite terá uma nota boa quando chegar ao Brasil. O Latin NCAP está bem mais avançado do que o ASEAN NCAP, usando um protocolo bem mais rígido e próximo do Global NCAP, com impacto lateral e de poste, além de testar equipamentos de segurança. Como só estará por aqui em 2022, terá que vir com controle de estabilidade de série, o que aumentará suas chances de receber uma nota melhor.

Mais sobre o Magnite:

Como revelado em primeira mão por Motor1.com, o Nissan Magnite será a nova opção de entrada da marca em nosso mercado, ocupando o lugar do falecido March nacional. A nova estratégia da Aliança Renault-Nissan determina o compartilhamento de plataformas entre as duas marcas, inclusive no Brasil. Isso pode fazer com que o crossover seja montado em São José dos Pinhais (PR), para usar a mesma linha de produção que o Kwid.


Source: Autocar India