Mercado fechará em 17 mins
  • BOVESPA

    109.749,44
    +2.370,52 (+2,21%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.889,33
    +622,13 (+1,47%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,96
    +1,90 (+4,41%)
     
  • OURO

    1.806,00
    -31,80 (-1,73%)
     
  • BTC-USD

    19.153,08
    +701,12 (+3,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,78
    +10,03 (+2,71%)
     
  • S&P500

    3.636,97
    +59,38 (+1,66%)
     
  • DOW JONES

    30.051,40
    +460,13 (+1,55%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.588,20
    +102,00 (+0,39%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    12.053,00
    +147,75 (+1,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3887
    -0,0516 (-0,80%)
     

Nissan Frontier: nova geração não será clone da Mitsubishi L200 Triton

br.info@motor1.com (Dyogo Fagundes)
·1 minuto de leitura
Nissan Frontier 2021 reestlizada
Nissan Frontier 2021 reestlizada

Até então, havia expectativa de que ambas derivassem do mesmo projeto

Apesar de ter apresentado a Frontier reestilizada há poucos dias, a Nissan já trabalha no desenvolvimento da próxima geração da picape. A novidade deve chegar ao mercado em algum momento de 2024 e, ao contrário do que era esperado, não será diretamente derivada da próxima linhagem da Mitsubishi L200 Triton.

Até então, havia expectativa de que ambas resultassem de um projeto conjunto capitaneado pela Mitsubishi (marca que desde 2016 integra o grupo Renault-Nissan). Agora, porém, chega a informação de que o desenvolvimento da nova Frontier será independente e tocado pela própria Nissan.

A confirmação partiu de Ivan Espinosa, chefe planejamento de produto global da empresa, que deu detalhes sobre os planos. "Cada empresa tem seus próprios requisitos e é assim que funciona na aliança, porque temos um cliente diferente e também uma cobertura de mercado diferente”, disse. “Portanto, a exigência de um cliente europeu ou australiano não é a mesma que a de um cliente latino-americano e algumas empresas têm uma presença mais forte em um mercado ou outro", completou.

Leia também:

“Se temos algo único de que precisamos na Nissan, pensamos em ter isso em nosso próprio produto e não seguir totalmente o que os outros parceiros da aliança farão", finalizou. Nesse ponto, tudo indica que a Nissan manterá o esquema de suspensão da Frontier atual, com molas helicoidais "five link" no lugar do tradicional feixe de molas. Há rumores ainda sobre o lançamento de uma inédita versão híbrida equipada com o sistema E-Power.


Source: Motoring