Mercado fechará em 2 h 16 min
  • BOVESPA

    109.772,06
    -368,58 (-0,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.084,51
    +209,60 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,26
    -0,62 (-0,82%)
     
  • OURO

    1.879,30
    -51,50 (-2,67%)
     
  • BTC-USD

    23.635,53
    -193,78 (-0,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    540,56
    +3,70 (+0,69%)
     
  • S&P500

    4.172,58
    -7,18 (-0,17%)
     
  • DOW JONES

    34.107,74
    +53,80 (+0,16%)
     
  • FTSE

    7.899,58
    +79,42 (+1,02%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.869,50
    +22,75 (+0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5593
    +0,0696 (+1,27%)
     

Nissan e Renault estão perto de revisão da aliança

TÓQUIO/PARIS (Reuters) - A Nissan e a Renault estão perto de uma ampla reformulação de sua aliança mundial, com os principais executivos se reunindo na quinta-feira para negociações para redefinir a parceria de duas décadas e traçar um curso para uma futuro elétrico incerto.

Os líderes da Nissan Motor Co Ltd e da Renault SA estão se reunindo por meio de videoconferência para um encontro do conselho da aliança, disseram fontes anteriormente à Reuters. Eles optaram por esse formato --em vez de o presidente-executivo da Renault, Luca de Meo, e o presidente do conselho, Jean-Dominique Senard, viajarem para o Japão-- porque as negociações estão progredindo bem, disseram as fontes.

A Renault está buscando a montadora japonesa para investir em seu novo negócio de veículos elétricos, enquanto a Nissan quer que a Renault, sua principal acionista, venda sua participação de cerca de 43% e coloque a aliança de 23 anos em pé de igualdade.

As negociações estão em andamento há meses e se concentraram principalmente em questões como o compartilhamento de propriedade intelectual. Um anúncio formal das empresas pode ocorrer já em 1º de fevereiro.

O formato futuro da aliança franco-japonesa tem implicações para ambas as empresas, bem como para seu parceiro júnior, a Mitsubishi Motors Corp. Também destaca como a imensa reviravolta tecnológica na indústria automobilística está forçando as empresas a fazer parcerias e competir com um número expressivo de firmas recém-chegados e empresas de tecnologia.

A Renault, por exemplo, disse que fará parceria com empresas da chinesa Geely Automobile Holdings à gigante de semicondutores Qualcomm Inc.

A Renault está trabalhando separadamente para finalizar um acordo com a Geely e trazer a produtora de petróleo estatal da Arábia Saudita Aramco como investidora e parceira para desenvolver motores a gasolina e tecnologias híbridas.

A Nissan teme que a tecnologia que desenvolveu em parceria com a Renault possa vazar para os parceiros da montadora francesa à medida que ela se reestrutura.

(Reportagem de Maki Shiraki e Gilles Guillaume)