Mercado abrirá em 5 h 34 min
  • BOVESPA

    113.707,76
    +195,38 (+0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.734,04
    -67,64 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,89
    -0,22 (-0,25%)
     
  • OURO

    1.775,70
    -1,00 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    23.391,88
    -935,15 (-3,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    555,96
    -16,85 (-2,94%)
     
  • S&P500

    4.274,04
    -31,16 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    33.980,32
    -171,69 (-0,50%)
     
  • FTSE

    7.504,39
    -11,36 (-0,15%)
     
  • HANG SENG

    19.699,21
    -223,24 (-1,12%)
     
  • NIKKEI

    28.942,14
    -280,63 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.436,00
    -57,25 (-0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2473
    -0,0119 (-0,23%)
     

Nintendo recomenda não usar Switch em dias com mais de 35°C

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Nintendo recomendou que os donos do Switch não usem o console em temperaturas acima de 35°C, tendo em vista a onda de calor que atinge o Japão nas últimas semanas.

Pelo Twitter, o perfil de suporte ao consumidor da empresa disse que o uso do videogame em regiões quentes pode fazê-lo entrar em modo de descanso automaticamente. A temperatura ambiente ideal deve estar entre 5°C e 35°C.

A Nintendo também avisou que as entradas de ar do console devem estar desobstruídas para melhorar a ventilação interna e evitar o aquecimento dos componentes. Os avisos foram publicados somente no perfil japonês da empresa.

Em junho, o governo do Japão fez um apelo para que a população adote as medidas necessárias para se proteger do calor e evitar a insolação. O termômetro chegou a 40,2° C na cidade de Isesaki, que fica cem quilômetros ao norte de Tóquio, a temperatura mais alta registrada no país no mês de junho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos