Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.427,98
    -339,48 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.170,78
    +40,90 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,26
    +0,18 (+0,25%)
     
  • OURO

    1.779,20
    -4,20 (-0,24%)
     
  • BTC-USD

    33.392,32
    -27,59 (-0,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    803,30
    -6,90 (-0,85%)
     
  • S&P500

    4.241,84
    -4,60 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    33.874,24
    -71,34 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.074,06
    -15,95 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.817,07
    +507,31 (+1,79%)
     
  • NIKKEI

    28.870,28
    -4,61 (-0,02%)
     
  • NASDAQ

    14.292,00
    +29,00 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9293
    +0,0008 (+0,01%)
     

“Ninguém pode ‘desligar’ o Bitcoin”, diz CEO da Binance

·4 minuto de leitura

Diante de tantos ataques e projetos regulatórios em cima do Bitcoin, o CEO da Binance, que também sofre pressões regulatórias e governamentais, deu sua opinião sobre o assunto no evento da CoinDesk, o Consensus 2021.

Ao ser questionado, Chamgpeng “CZ” Zhao afirmou que é impossível para uma única entidade eliminar o Bitcoin e sua tecnologia blockchain subjacente, então os governos estaduais e reguladores deveriam abraçar a tecnologia e as criptomoedas.

“Não acho que alguém possa desligá-lo agora, dado que essa tecnologia, esse conceito, está na cabeça de 500 milhões de pessoas”, disse o CEO da Binance, em uma entrevista pré-gravada durante a conferência virtual Consensus 2021.

Lutar contra o Bitcoin e outras criptomoedas agora seria semelhante a se recusar a aceitar o modelo de negócios da Amazon na Internet quando a gigante do comércio eletrônico começou no início dos anos 1990, de acordo com Zhao.

As criptomoedas não existem para eliminar as finanças tradicionais ou moedas fiduciárias apoiadas pelo governo, mas para fornecer mais “liberdade de dinheiro”.

Zhao disse que vê as criptomoedas como uma ferramenta para aumentar a liberdade financeira no mundo, e que não acha que as criptomoedas competem com as regulações, pois existem formas de resolver essa questão.

Regulações na Binance

A afirmação de Zhao ocorre no momento em que Binance, a maior corretora de criptomoedas em volume, enfrenta um maior escrutínio regulatório, sendo constantemente questionada por suas atuações e se tornando alvo de mais regulações.

Reguladores nos Estados Unidos e entidades governamentais em todo o mundo levantaram questões sobre as operações comerciais da Binance, uma empresa que afirma não ter sede em um determinado país ou região.

Zhao disse que sua empresa não pretende lutar contra nenhum governo ou país, acrescentando que as dúvidas sobre como a Binance opera são provavelmente devido à falta de clareza regulatória.

“Não estamos indo contra os governos”, disse Zhao. “Há momentos em que os reguladores ou regras não são muito claras. Elas ainda estão sendo estabelecidas na maior parte do mundo, portanto, existem algumas áreas cinzentas.”

Binance Smart Chain

A Binance é altamente envolvida em quase todas as inovações atuais, sejam finanças descentralizadas (DeFi), tokens não fungíveis (NFTs) ou ativos tokenizados do mundo real.

Zhao disse que tem tentado tomar menos decisões “de cima para baixo”, especialmente quando se trata do que chamou de projetos “grandes”, como Binance Smart Chain (BSC), uma blockchain pública que ganha força como uma das rivais mais competitivas da blockchain Ethereum.

“A Binance Smart Chain surgiu do nada”, disse Zhao. “Não foi ideia minha.”

Seu esclarecimento parece ser uma resposta a um número crescente de hacks ou exploits recentementes nos protocolos DeFi construídos na BSC, incluindo alguns dos maiores exploits monetários da história do DeFi.

Com o nome de BSC associado diretamente a Binance, muitos criticaram Zhao e exigiram que ele e Binance assumissem a responsabilidade pelas façanhas.

Zhao disse que a Binance Smart Chain é uma blockchain independente e que a Binance não tem controle sobre ele, pois os projetos lá rodam de maneira independente.

No entanto, afirmou que ele e sua empresa se beneficiaram do projeto da BSC, afinal, o token nativo que da suporte na BSC é a moeda da Binance (BNB). Logo, Zhao e a Binance são grandes detentores deste ativo.

Ao contrário do Ethereum, BSC é executado em um mecanismo de consenso Proof-Of-Staked-Authority (PoSA), que é controlado por 21 operadores de nós eleitos pelos titulares de BNB. Alguns analistas especularam que os validadores do BSC podem estar de alguma forma conectados ou vinculados à Binance.

Zhao havia dito anteriormente que o BSC teve que sacrificar o elemento de descentralização pela escalabilidade, o que tem sido um problema para a Ethereum.

Proof-Of-Staked-Authority (PoSA)

O mecanismo de consenso por trás da Binance Smart Chain busca resolver um problema de escalabilidade, que ocorre no blockchain Ethereum, por exemplo.

A Proof-of-Staked-Authority (PoSA) ou prova de participação e autoridade, é uma forma de consenso baseada no Proof-of-Stake (PoS), onde os participantes precisam fazer um staking (manter fundos) de BNB para se tornarem validadores.

O algoritmo de consenso Proof-of-Authority (PoA) da mais valor a identidade dos validadores, o que significa que não só as moedas dos validadores são colocadas em risco, bem como sua reputação também.

Portanto, as blockchains que utilizam PoA são protegidas por nodes de validação que foram selecionados arbitrariamente por entidades confiáveis. Como um modelo de PoA depende de um número limitado de validadores, isso torna a rede mais escalável.

No entanto, cada um desses mecanismos subtrai de forma considerável uma propriedade importante que só é de fato encontrada de maneira eficiente no mecanismo de consenso do Bitcoin, o Proof-of-Work (PoW), que é a descentralização.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos