Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.918,96
    +317,01 (+0,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Nike quer vender tênis e roupas no mundo metaverso

·2 min de leitura
A Nike está tentando registrar suas marcas para vários produtos virtuais nos EUA, incluindo sapatos e roupas, à medida que os produtos digitais se tornam mais populares. (Kirby Lee-USA TODAY Sports/Reuters)
  • Nike está registrando vários produtos para o mundo virtual nos Estados Unidos

  • Companhia está explorando o mundo digital desde 2019

  • Bens virtuais estão ganhando o interesse de consumidores no mundo dos games

A Nike está tentando registrar suas marcas para vários produtos virtuais nos EUA, incluindo sapatos e roupas, à medida que os produtos digitais se tornam mais populares.

Leia também

A gigante de roupas esportivas com sede em Beaverton, Oregon, entrou com sete pedidos junto ao Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos no final de outubro para proteger suas marcas em categorias que incluem "bens virtuais para download" e serviços relacionados para lojas de varejo e entretenimento.

Os itens digitais listados nos arquivos incluem chapéus, óculos, bolsas, mochilas e equipamentos esportivos das marcas Nike e Jordan, com seus logotipos Swoosh e Jumpman e o slogan “Just Do It”. As aplicações são baseadas na intenção de uso e não serão finalizadas até que estejam em uso comercial.

Bens virtuais, incluindo roupas, estão ganhando mais interesse à medida que os consumidores compram itens como arte digital e skins de videogame - decorações como roupas e acessórios para personagens virtuais - para títulos populares, incluindo Fortnite e NBA 2K.

Nike explora roupas no mundo digital desde 2019

Enquanto o metaverso está recebendo atenção extra devido à mudança da marca do Facebook para Meta e foco em tecnologia virtual, a Nike vem explorando produtos digitais há pelo menos dois anos.

Em maio de 2019, a marca Jordan da Nike fez parceria com a "Fortnite" para produzir skins de personagens usando tênis Nike. A Nike registrou uma patente para “CryptoKicks” em dezembro de 2019, que vincularia sapatos físicos a um NFT para verificar a propriedade. A patente também incluiu tecnologia para combinar dois designs de tênis em um novo.

Os produtos do mundo real da empresa foram afetados por problemas da cadeia de suprimentos. A Nike pode perder até 160 milhões de pares de sapatos devido ao fechamento de fábricas no Vietnã, que fornece cerca de metade de seus sapatos. As marcas também vendem ativos digitais como tokens não fungíveis, que são produtos digitais autenticados por meio da tecnologia blockchain. Uma coleção Dolce & Gabbana em NFT arrecadou cerca de US$ 5,7 milhões (R$ 32 milhões) em um leilão em outubro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos