Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    34.473,68
    -1.741,90 (-4,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.017,75
    -138,50 (-0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Nigéria pede que meios audiovisuais suprimam contas no Twitter

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Nesta foto de ilustração tirada em 10 de agosto de 2020, um logotipo do Twitter é exibido em um telefone celular, em Arlington, Virgínia, nos EUA

A Nigéria pediu, nesta segunda-feira (7), a todas as estações de rádio e televisão do país que "suspendam qualquer apoio" ao Twitter, apagando imediatamente suas contas, e descreveu o uso dessa rede social como um ato "antipatriótico".

"Aconselhamos todas as empresas audiovisuais a desinstalar sua conta no Twitter", disse o diretor do órgão regulador do audiovisual, a National Broadcasting Commission (NBC), Armstrong Idachaba, em comunicado divulgado neste segunda.

"Será considerado antipatriótico que qualquer meio audiovisual continua apoiando o Twitter", disse ele.

O Ministério da Informação e Cultura anunciou na sexta-feira que o governo havia "suspendido, por um período indefinido, as atividades do serviço de microblog e da rede social Twitter na Nigéria".

Abuja decidiu tomar essa medida depois que a rede social suprimiu na quarta-feira uma mensagem do presidente Muhammadu Buhari em que ameaçava os responsáveis pela atual violência no sudeste da Nigéria, considerando que o presidente havia violado suas regras de uso.

Mas nesta segunda-feira, o ministro das Relações Exteriores, Geoffrey Onyeama, informou que estão ocorrendo "conversas com o Twitter".

"Veremos quais progressos serão feitos. Não sei quanto tempo vai durar a suspensão", disse o ministro após encontro a portas fechadas com os embaixadores da União Europeia (UE), Reino Unido, Estados Unidos e Canadá, que lamentaram em comunicado conjunto a suspensão do Twitter no país.

Os meios de comunicação nigerianos têm uma forte presença nas redes sociais e contam com milhões de seguidores no Twitter. A rede social é muito popular na Nigéria, cuja população tem em média 18 anos.

Mais de 39 milhões dos 200 milhões de habitantes do país têm uma conta no Twitter, de acordo com uma pesquisa.

bur-lhd/pma/spb/hba/jvbmb/mr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos