Mercado abrirá em 9 h 50 min
  • BOVESPA

    108.782,15
    -194,55 (-0,18%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.081,33
    -587,31 (-1,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,31
    +0,07 (+0,09%)
     
  • OURO

    1.745,10
    +4,80 (+0,28%)
     
  • BTC-USD

    16.266,46
    +167,00 (+1,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    382,35
    +2,06 (+0,54%)
     
  • S&P500

    3.963,94
    -62,18 (-1,54%)
     
  • DOW JONES

    33.849,46
    -497,57 (-1,45%)
     
  • FTSE

    7.474,02
    -12,65 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    17.652,43
    +354,49 (+2,05%)
     
  • NIKKEI

    28.033,16
    -129,67 (-0,46%)
     
  • NASDAQ

    11.635,00
    +18,75 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5565
    +0,0073 (+0,13%)
     

NFT de Marmita: suposto projeto falso gera memes sobre o metaverso

Suposto projeto social viralizou no Twitter quando apoiadores encontraram possíveis inconsistências nas informações divulgadas (Getty Image)
Suposto projeto social viralizou no Twitter quando apoiadores encontraram possíveis inconsistências nas informações divulgadas (Getty Image)
  • Apoiadores do projeto Alimentando Necessidades pedem informações sobre marmitas

  • Existem suspeitas de que imagens poderia ter sido digitalmente manipuladas

  • Contas do Twitter apelidaram o caso de "marmita NFT do metaverso"

Não se fala em outra coisa no Twitter: o projeto Alimentando Necessidades realmente distribuiu comida para pessoas pobres ou esse foi um golpe criado para arrecadar dinheiro usando uma boa causa como desculpa?

Enquanto os fofoqueiros de plantão não param de especular sobre o caso, nasce um novo meme para aliviar a tensão da timeline às vésperas das eleições: a marmita NFT do metaverso.

O enredo do "Marmitagate" prende o espectador desde o começo. Duas contas identificadas como "Taynara Motta" e "Duda Poleza" viralizam nas redes sociais pedindo doações para um projeto social. Até aí, nada de anormal.

Ao longo dos dias, são divulgadas informações que vão de oferecimento de carne estragada até um suposto assédio sexual. O problema é que a foto utilizada para provar a investida criminosa teria possivelmente tirada de um concurso famoso do Twitter que elege a genital mais bonita da plataforma, o "Pinto Awards".

Quando a história não pode ficar mais estranha, surgem supostas evidências 'quentinhas' (perdão pelo trocadilho) de que as imagens das marmitas poderiam ter sido digitalmente manipuladas. Os detetives da web passaram a divulgar que as cebolinhas e as batatas da imagem tinham indícios de terem sido colocadas através de programas de edição de fotos.

"Uma saída pro marmitagate é a menina falar que é marmita NFT entregue na periferia do metaverso", sugere um perfil da rede social. "NFT de Marmita chegou prometendo acabar com a fome no metaverso. Entenda o caso", ironizou outro perfil.

"Nenhuma dessas palavras existem na bíblia": o que significam os termos do meme?

Para quem não acompanha as discussões sobre tecnologia, vale explicar que o metaverso é um termo criado para se referir a um mundo virtual no qual as pessoas podem interagir com diferentes propósitos.

Recentemente, uma pesquisadora viralizou nas redes sociais ao cunhar o termo "periferia do metaverso". Já o NFT é um termo usado para se referir a ativos digitais que possuem uma assinatura exclusiva.

Para além do meme...

Ao contrário do universo digital, em que nenhumas das necessidades fisiológicas realmente precisam ser suprida, no Brasil de verdade ao menos 15,5% de domicílios têm alguém passando fome, o que corresponde a 33,1 milhões de pessoas, de acordo com a Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar (PENSSAN).

Apesar de projetos sérios ainda serem necessários para ajudar a encher a barriga de quem mais precisa emergencialmente, é preciso um esforço efetivo das autoridades públicas para resolver essa questão de vez.

No entanto, os principais programas de assistência alimentar foram praticamente extintos do Orçamento apresentado pelo governo de Jair Bolsonaro para 2023. Ações essenciais registraram cortes que vão de de 95% a 97% na verba prevista para o próximo ano, como é caso do Alimenta Brasil.

Confira o que as pessoas estão falando sobre o assunto