Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.707,76
    +195,38 (+0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.734,04
    -67,64 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,96
    -0,15 (-0,17%)
     
  • OURO

    1.778,90
    +2,20 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    23.445,72
    -576,48 (-2,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    557,55
    -15,27 (-2,67%)
     
  • S&P500

    4.274,04
    -31,16 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    33.980,32
    -171,69 (-0,50%)
     
  • FTSE

    7.515,75
    -20,31 (-0,27%)
     
  • HANG SENG

    19.779,74
    -142,71 (-0,72%)
     
  • NIKKEI

    28.979,58
    -243,19 (-0,83%)
     
  • NASDAQ

    13.469,25
    -24,00 (-0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2651
    +0,0059 (+0,11%)
     

NFTs de bolsas de luxo da Hermés são falsificadas, diz grife

·2 min de leitura
Hong Kong -2020 august 22:  Hermes paris under construction on the street of kowloon
Hermés acusa artista de criar NFTs de bolsas de luxo da marca sem autorização.
  • Grife acusa Mason Rocthschild de usar nome de bolsa para criação de NFTs;

  • Hermés se pronunciou dizendo que "não autorizou nem consentiu com comercialização" de NFTs;

  • Artista gerou US$ 790 mil em vendas de NFTs;

A grife de luxo francesa Hermès, acusa o artista Mason Rocthschild de usar o nome da Birkin, um dos modelos de bolsa mais famosos do mundo, para criar 100 tokens não-fungíveis (NFTs), os chamados “MetaBirkins”, de acordo com reportagem do jornal Financial Times na última sexta-feira (10). Para a grife francesa, o lançamento destes tokens não tem autorização da marca.

Leia também:

A Hermès se pronunciou dizendo que “não autorizou nem consentiu com a comercialização ou criação” e acrescentou que os NFTs “MetaBirkins” de Rothschild “infringem direitos de marca registrada e são um exemplo de produtos Hermès falsos no metaverso", completou, em comunicado reproduzido pelo jornal Financial Times.

Criador defende originalidade dos NFTs vendidos

Defendendo exclusividade sobre os MetaBirkins, o próprio Rothschild disse ao Yahoo! Finance que antes de seus tokens serem disponibilizados no mercado de NFTs OpenSea, “um monte de NFTs falsificados, que não eram da minha coleção, apareceram no mercado". No Twitter, o MetaBirkin ressalta que os NFTs fazem parte de uma coleção "original e exclusiva", feita por Mason.

Mas, segundo uma matéria da The Fashion Law (TFL), Mason Rothschild já estaria usando o nome da bolsa da Hermès desde o início deste ano, quando lançou o NFT “Baby Birkin”, em parceria com o artista Eric Ramirez. A Baby Birkin possui 2.000 x 2.000 pixels e é adornada com um desenho de um feto de 40 semanas e descrita pela dupla como “um aceno irônico à icônica bolsa Birkin da Hermès”, segundo a publicação.

O sucesso de vendas do Baby Birkin, vendidos a US$ 23 mil (cerca de R$ 130 mil) e revendidos a US$ 42 mil (cerca de R$ 237 mil), animou o artista. Além disso, com o silêncio da grife em relação aos primeiros NFTs lançados inspirados na marca, Rothschil pode ter decidido continuar usando o nome do modelo das bolsas. A empresa veio a público dias após o artista se pronunciar sobre o sucesso de vendas dos MetaBirkins, incluindo uma primeira venda do NFT por aproximadamente US$ 40 mil (cerca de R$ 225 mil) e um total de vendas de US$ 790 mil (cerca de R$ 4,4 mi) na semana passada, de acordo com a Coin Telegraph.

(Com informações do portal Coin Telegraph)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos