Mercado fechado

Neymar erra muito na volta à Champions e é vaiado também em Madri

(Foto: Reuters)


Por Tiago Leme, de Madri (@tiago_leme)

Depois de quase um ano sem atuar em partidas da Champions League, Neymar voltou a jogar na principal competição europeia nesta terça-feira, mas individualmente não teve uma noite boa em Madri. No empate fora de casa do Paris Saint-Germain com o Real Madrid, por 2 a 2, o atacante brasileiro começou no banco de reservas, entrou no intervalo, mas demonstrou falta de ritmo de jogo, errou a maioria dos lances que tentou e, assim como tem acontecido no Parque dos Príncipes por torcedores do próprio time, também foi o jogador mais vaiado no estádio Santiago Bernabéu pela torcida espanhola.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

De acordo com as estatísticas da Uefa, Neymar acertou apenas 68% dos passes que tentou, errando 13 das 41 tentativas. Ele foi o segundo pior da partida neste quesito, ficando à frente apenas de Pablo Sarabia, que teve aproveitamento de 67%, mas fez o gol de empate da equipe francesa. Da mesma forma que já tinha acontecido no retorno de Neymar aos gramados após se recuperar de lesão muscular na coxa, na vitória sobre o Lille por 2 a 0 na última sexta-feira, nesta terça ele também perdeu muitas bolas e teve desempenho discreto. No único chute a gol que arriscou, a finalização foi desviada para escanteio. Na avaliação do jornal francês “Le Parisien”, Neymar teve nota 4, em um confronto que praticamente toda a equipe não esteve bem.

Leia também:

O último jogo de Neymar pela Champions tinha sido há quase um ano, no dia 11 de dezembro de 2018, pela sexta e última rodada da fase de grupos da edição anterior, quando ele fez um gol na vitória do PSG sobre o Estrela Vermelha, por 4 a 1, na Sérvia. Depois disso, o atacante ficou fora das oitavas de final contra o Manchester United, por causa da lesão no quinto metatarso do pé direito. Na atual temporada, ele também foi desfalque nas quatro primeiras rodadas, devido a uma suspensão e na sequência a contusão na coxa.

Depois da partida contra o Real Madrid, Neymar preferiu não dar entrevistas e passou direto em silêncio quando foi abordado pelos jornalistas na zona mista. O camisa dez teria ficado irritado com a decisão do técnico Thomas Tuchel de não escalá-lo como titular. O treinador alemão, porém, falou sobre o assunto na entrevista coletiva e garantiu não haver nenhum problema entre os dois, explicando o motivo de ter colocado o brasileiro em campo somente no segundo tempo, no lugar de Gueye.

“Não tenho medo de perder o Neymar por não ser titular. Nós temos uma relação clara, temos uma conexão, somos honestos. O Ney esteve fora por seis semanas, só jogou uma partida antes deste jogo e para mim não era necessário correr esse risco. Falei com ele hoje o que pensava, que é o de ter ele para finalizar o jogo. Eu não tenho o Neymar por 90 minutos por questão física, e sou responsável por gerir isso. Já usei essa mesma postura com o Mbappé contra o Galatasaray e o Brugge (quando o francês estava voltando de lesão). Fui claro com o Neymar para dizer o que penso. Nada mais é do que querer ele para finalizar um jogo duro. E essa é a maneira que eu penso e ele precisa de paciência", explicou Tuchel.

Questionado sobre a situação, o diretor esportivo Leonardo também minimizou o fato de Neymar ter ficado na reserva em Madri, citou a atual condição física do atleta e destacou a força do elenco parisiense.

“O Neymar está voltando de uma contusão, ele está se recuperando. Ele voltou, jogou pelo campeonato e depois estava à disposição. Nós temos um grupo muito forte, hoje temos vários jogadores que estão em uma condição muito boa também, o time vem ganhando e jogando de várias maneiras diferentes. O Neymar é o Neymar, um jogador incrível, vai recuperar a melhor forma, mas quando entra é uma bola que toca, é uma ação que faz que desequilibra. Isso é indiscutível. Estamos felizes que temos tantos jogadores assim como ele, e com certeza esse time vai crescer. São opções do treinador, hoje ele optou por utilizá-lo mais pro final do jogo do que no início”, disse Leonardo, em entrevista ao canal “Esporte Interativo”.

Antes do jogo no Bernabéu, no anúncio das escalações, o nome de Neymar foi disparado o mais vaiado pela torcida do Real Madrid. Por outro lado, Mbappé e o goleiro Navas, que teve excelente atuação contra seu ex-time, foram aplaudidos pelos espanhóis. Após o apito final, o camisa dez brasileiro também manteve a sua postura de não ir junto com os outros jogadores agradecer o apoio dos torcedores do Paris Saint-Germain. Cerca de 2 mil visitantes estavam nas arquibancadas do estádio em Madri e fizeram a festa com o empate, com gols de Mbappé e Sarabia, após os donos da casa abrirem 2 a 0 com dois gols de Benzema. O resultado garantiu ao PSG a primeira colocação do grupo A da Champions League.

O time francês ainda recebe o Galatasaray pela última rodada da competição europeia, no dia 11 de dezembro, em jogo apenas para cumprir tabela. O próximo compromisso será no domingo, contra o Monaco, fora de casa, pelo Campeonato Francês.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter